Escolha uma Página

O Flamengo aproveitou a fragilidade do time de reservas do Santos, que poupou os titulares para decidir a vaga nas semifinais da Libertadores com o Grêmio, na próxima quarta (16), na Vila Belmiro, e na goleada de 4 x 1, melhorou o saldo de gols, que passou de 7 para 10, no único jogo da tarde deste domingo (13) pela vigésima quinta rodada do Campeonato Brasileiro. Com 45 pontos em 24 jogos, o Flamengo manteve o terceiro lugar, a um ponto do vice-líder Atlético Mineiro, com 46 em 25 jogos.

MUITO FÁCIL – Embora só tenha feito 1 x 0 no primeiro tempo, com o gol de cabeça de Gérson, aos 42 minutos, aproveitando a volta da bola em cabeçada de Natan no travessão, o Flamengo criou outras chances e merecia vantagem mais ampla, que obteve logo na volta do intervalo. Gabriel fez 2 x 0 aos 5, convertendo pênalti de Alex, que puxou Arrascaeta pela camisa, e Filipe Luis marcou o terceiro aos 13, e em outro pênalti, de João Paulo em Everton Ribeiro, Gabriel fez 4 x 0 aos 26 minutos.

APOIO 100% – Ao marcar o segundo gol, Gabriel atravessou o gramado para comemorar com Diego Alves, em demonstração de 100% de apoio, não só dele, mas de todos os jogadores e do técnico Rogerio Ceni, que estão estranhando a frieza do clube na demora do acerto na renovação do contrato do goleiro, que foi o capitão do time. Diego Alves teve outra boa atuação e até quase evitou o gol único do Santos, que Bruninho marcou de cabeça, aos 30 minutos, após cruzamento preciso de Madson.

ENTROU BEM – Além de Natan, que substituiu bem o suspenso Gustavo Henrique, e de João Gomes, que entrou no lugar de Arão, com problema muscular, Pepê entrou bem no lugar de Bruno Henrique, e em dois minutos quase fez o quinto gol aos 39. O volante Pepê estava encaminhando acerto com o Botafogo, através de seus agentes, mas o Flamengo soube e ele não foi liberado. Carioca de 22 anos, formado na base do Flamengo, Pepê espera ter mais tempo em campo nos próximos jogos.

APÓS 14 JOGOS – O Flamengo voltou a fazer quatro gols em um jogo, depois de catorze jogos, mas ainda não foi na goleada sobre o Santos que o time conseguiu dois jogos consecutivos sem sofrer gol. Recuperado de problema muscular, Gabriel voltou após seis jogos, e com os dois gols de pênalti que marcou, passou a dividir com Pedro a artilharia do time em 2020, com 20 gols. Bruno Henrique, com 17 gols, ganhou a camisa pelos 100 jogos, que completou no 1 x 1 com o Racing, no Maracanã.

DESEMPENHO – Em 12 jogos do Flamengo como mandante no Brasileiro 2020, foi a sexta vitória, após quatro empates e duas derrotas. O time apresenta desempenho superior como visitante, embora com mais uma derrota (3), com 7 vitórias e 2 empates. Bom lembrar: o jogo adiado do Flamengo é com o Grêmio e será disputado dia 27 de janeiro na Arena Grêmio. Flamengo 4 x 1 Santos foi o jogo 70 entre os times pelo Brasileiro, com 27 vitórias do Flamengo, 21 do Santos e 22 empates.

FLAMENGO – Diego Alves, Isla, Rodrigo Caio, Natan e Filipe Luis; João Gomes, Gerson (Pedro), Everton Ribeiro (Pedro Rocha) e Arrascaeta (Vitinho); Bruno Henrique (Pepê) e Gabriel (Mikael). Técnico – Rogerio Ceni. O Flamengo é terceiro com 45 pontos em 24 jogos – 13 vitórias, 6 empates, 5 derrotas, saldo de 10 gols (42 a 32) – e volta ao Maracanã no próximo domingo (27) para o jogo da vigésima sexta rodada com o Bahia, que passou a ter a defesa mais vazada do Brasileiro 2020.

SANTOS – João Paulo, Madson, Luis Felipe, Alex e Wagner Leonardo (Angelo); Alison (Bruninho), Sandro e Jean Mota (Lucas Lourenço); Tailson (Felipe Jonatan), Marcos Leonardo (Guilherme Nunes) e Lucas Braga. Técnico – Cuca. O Santos é oitavo com 28 pontos em 25 jogos – 10 vitórias, 8 empates, 7 derrotas, saldo de 4 gols (37 a 33) – e voltará ao Rio no próximo domingo (27), com a equipe completa, para o jogo da vigésima sexta rodada com o Vasco, em São Januário.

TRÊS CARTÕES – O árbitro Paulo Roberto Alves Junior, da Federação Paranaense, aplicou três cartões amarelos. Marcos Leonardo, do Santos, foi o único advertido no primeiro tempo, por falta em Natan, aos 41. No segundo tempo, os advertidos do Flamengo: João Gomes, aos 28, por falta em Lucas Braga, e Filipe Luis, aos 36, também por falta dura em Lucas Braga. O nível disciplinar de Flamengo 4 x 1 Santos foi considerado acima da média pelos observadores da CBF.

Foto: Alexandre Vidal / CRF