Mesmo sem alguns titulares, o Flamengo é o maior favorito da rodada 23, no primeiro jogo de amanhã (6) com a lanterna Chapecoense, sem vitória nos últimos sete jogos (2 empates, 5 derrotas), que tenta evitar o primeiro rebaixamento, após subir à Série A em 2014. No jogo do turno, no Maracanã, Flamengo 2 x 1.

12 DE CADA – Será o décimo segundo jogo do Flamengo como visitante, que no turno não chegou a ter tão bom desempenho: 4 vitórias, 3 empates, 3 derrotas, 16 gols marcados e 10 gols sofridos. No primeiro jogo do returno como visitante, o Flamengo venceu (2 x 1) o Cruzeiro. O técnico Jorge Jesus completa 21 jogos: 12 vitórias, 6 empates, 2 derrotas.

A Chapecoense, mesmo em sua Arena Condá, em Chapecó, cidade do oeste catarinense, só venceu dois jogos no turno: 2 x 0 no Internacional e 1 x 0 no Avaí; perdeu 5, empatou 3, marcou 9 gols e sofreu 12. Na abertura do returno, perdeu (1 x 0) para o Corinthians.

AUSENTES – Além de Arrascaeta, bem-sucedido na cirurgia do joelho, mas sem prazo para voltar, o Flamengo não terá Gabriel, suspenso, e também fora dos dois jogos seguintes com Atlético Mineiro e Atlético Paranaense, por estar com a seleção nos amistosos em Singapura, e Filipe Luis, com problema muscular. 

PROVÁVEL – A defesa está definida com a única mudança na lateral-esquerda: Diego Alves, Rafinha, Rodrigo Caio, Pablo Marí e Renê. No meio, apenas uma dúvida: Arão, Gerson, Everton Ribeiro e Piris da Mota (Vitinho). No ataque, com Bruno Henrique, o técnico decide no treino final deste sábado (5) se escala Reinier ou Orlando Berrío.

LÍDER COM 49 PONTOS – 15 vitórias, 4 empates, 3 derrotas -, o Flamengo tem o ataque mais positivo (47) e a quinta defesa menos vazada (20). O líder não contará amanhã (6) com o artilheiro Gabriel, que marcou 18 gols, sete a mais que Gilberto, do Bahia, com 11. O Flamengo pode ampliar a vantagem na liderança para cinco pontos (52 a 47), se o Palmeiras empatar com o Atlético Mineiro, ou para seis pontos (52 a 46), se o Palmeiras perder amanhã (6), em São Paulo.

SEM DOIS – A Chapecoense não terá os laterais Eduardo e Bruno Pacheco, suspensos, e o técnico Marquinhos Santos os substituirá com Bryan e Roberto, mas preferiu não antecipar a escalação. A Chapecoense – 3 vitórias, 6 empates, 13 derrotas – tem a defesa mais vazada (35) e só marcou 18 gols em 22 jogos.