Às vésperas da decisão da vaga para a final da Copa Libertadores em jogo único e em estádio neutro, dia 23 de novembro, em Santiago do Chile, Flamengo, Grêmio, Boca e River adotam estratégias diferentes. O Flamengo é o único a não poupar os principais jogadores, a fim de manter a ampla vantagem na liderança do Brasileirão 2019.

ARGENTINOS – Boca e River jogaram ontem (18) pela décima rodada do Argentino, antes de fazerem terça (22) o segundo jogo da semifinal da Libertadores, em que o River tem a vantagem de poder perder por um gol, após ganhar (2 x 0) o jogo de ida em seu estádio. Bom dizer: é a última vez que o gol fora de casa valerá para decidir.

O BOCA MANTEVE a liderança do Campeonato Argentino, mas perdeu (1 x 0) a invencibilidade para o Racing, em pleno estádio da Bombonera, onde os torcedores só viram reservas no time do técnico Gustavo Alfaro. O meia Federico Zaracho, de 21 anos, fez o gol do Racing, que subiu para a vice-liderança e ficou a dois pontos do Boca (21 a 19). Bom dizer: há dois dias, o técnico Eduardo Coudet, do Racing, recusou convite do Internacional, vice-campeão gaúcho.

O RIVER PLATE teve muita força para reagir e evitar a derrota para o Arsenal de Sarandi, que chegou a fazer 2 x 0, no estádio Julio Grondona, em Avellaneda, na Grande Buenos Aires. O técnico Marcelo Gallardo, do River, tirou dois do banco de reservas – o volante Palacios e o meia Quintero – e o River empatou (3 x 3), mantendo-se em terceiro com 18 pontos.

GRÊMIO RESERVA – O Grêmio terá mais um dia de fôlego, antes de jogar com o Flamengo, porque abre a rodada 27, hoje (19), no Castelão, com o Fortaleza. O técnico Renato Gaúcho, adepto de poupar titulares, decidiu que a maioria não estará no jogo com o campeão cearense: Geromel, Kannemann, Cortez, Alisson, Luan e até o goleiro Paulo Victor. Faltando 12 rodadas para o fim do Brasileirão, o Grêmio é sétimo com 41 pontos.

FLAMENGO – Líder com 61 pontos – oito a mais que o vice-lider Palmeiras e dez à frente do Santos, terceiro -, o técnico Jorge Jesus adota a filosofia de não poupar, entendendo que os jogadores têm outros dias livres para descansar e se recompor do desgaste. Ainda que não anuncie a escalação para o Fla-Flu de amanhã (20), ele antecipa que só não vai entrar quem não estiver em condições satisfatórias.

BOM LEMBRAR – O Flamengo se classifica com 0 x 0, mas empate, a partir de 2 x 2, dá a vaga ao Grêmio, que também se classifica direto se vencer por dois gols. Se devolver ao Flamengo o 1 x 1 do jogo de ida em Porto Alegre, a decisão será nos tiros livres da marca do pênalti.

O FLA-FLU de amanhã (20), às 18 horas, será apitado por Anderson Daronco, gaúcho de Santa Maria da Boca do Monte, 38 anos, 1,88m, professor de Educação Física, árbitro FIFA desde 2015. Ele foi jogador de handebol durante dez anos. No Fla-Flu do turno, 0 x 0.

Foto: Lance