Escolha uma Página

A VITÓRIA DO FLAMENGO AMANHÃ (19), no Mineirão, representará a demissão do técnico argentino Antonio Mohamed. A torcida do Atlético perdeu a paciência com a má campanha do campeão brasileiro, que, ao ganhar o título de 2021, venceu 17 dos 19 jogos em casa, e só empatou 6 jogos em 38 rodadas, e agora em 2022, empatou 6 em 12 rodadas, e só ganhou 3 dos 6 jogos como mandante, e 1 como visitante.

A INSATISFAÇÃO DOS TORCEDORES aumentou com o 0 x 0 da última 4ª feira (15), com o Ceará, na Arena Castelão, em Fortaleza, onde o Atlético ficou a maior parte do jogo no próprio campo e não soube aproveitar as raras chances de gol em contra-ataques. Foi o quarto empate do Atlético – 2º 0 x 0 -, que fora do Mineirão só conseguiu ganhar do Athletico Paranaense por 1 x 0, na 2ª rodada, em 17 de abril.

SEXTO COM 18 PONTOS, 4 vitórias, 2 derrotas, 6 empates, saldo de 3 gols (17 a 14), o Atlético aumentou ainda mais o descontentamento dos torcedores, ao admitir que Renato Gaúcho, sem clube desde que saiu do Flamengo em dezembro de 2021, ao perder a Libertadores para o Palmeiras, poderia ser contratado. Entre centenas de torcedores, um postou nas redes sociais: “Querem piorar o que está ruim?”

A SETE PONTOS DO LÍDER PALMEIRAS, com 25, o Atlético reencontra o Flamengo em situação pior, 10º com 15 pontos, com o mesmo número de vitórias (4), mais três derrotas (5) e sem saldo de gol (13 a 13). O Flamengo também só ganhou 1 jogo como “visitante”, na virada por 2 x 1 sobre o Fluminense, que tinha o mando de campo, na 8ª rodada, em 29 de maio. O Atlético já vendeu mais de 40 mil ingressos. O paulista Raphael Claus será o árbitro.

Foto: Mundo Rubro Negro