O Flamengo pode aproveitar o primeiro dos três jogos como mandante, na noite de hoje (11), para disparar a maior goleada da fase de grupos da Libertadores e começar a garantir o primeiro lugar. O Barcelona, de Guaiaquil, será ainda mais cauteloso no Maracanã, depois de perder (3 x 0), em casa, para o Independiente del Valle, favorito no outro jogo da noite, ao receber o Junior, derrotado (2 x 1), em Barranquilla, pelo Flamengo.

PRIMEIRO LUGAR – Não há dúvida de que Flamengo ou Independiente del Valle será o primeiro do Grupo A, o que representa vantagem, ainda que os jogos seguintes sejam decididos em sorteio. Mas, vale acentuar, o primeiro faz sempre o segundo jogo em seu estádio, desde que a Confederação Sul-Americana de Futebol decidiu que a final será em jogo único. A de 2020 será no Maracanã, sábado, 21 de novembro.

DOIS DE VOLTA – O Flamengo terá no jogo de hoje (11) a volta do zagueiro Rodrigo Caio e do lateral Rafinha. O volante Arão cumpre o segundo jogo de suspensão, pela expulsão na final da Recopa Sul-Americana, e Tiago Maia será mantido. Será o décimo segundo jogo de 2020, com a única derrota sofrida no Fla-Flu, quando os titulares ainda estavam em férias, e o Flamengo acumula nove vitórias e um empate.

O ARTILHEIRO – Merece ser bem observado um bom valor do Barcelona, o meia Fidel Martinez, de 30 anos, 1,79m, artilheiro da Libertadores 2020 com oito gols, de vez que a Confederação Sul-Americana computa os gols da fase pré. Fidel Martinez se sobressaiu em especial na final de 27 de julho, no Maracanã, onde o Equador foi campeão com 2 x 1 na Jamaica. Em 2013, no Tijuana, do México, a carreira de Fidel Martinez ganhou ainda mais impulso.

MUITO CUIDADO – O árbitro de Flamengo x Barcelona se enquadra na linha dos maiores rigorosos, bem de acordo com o estilo argentino de apitar. Facundo Raul Tello Figueroa, de 37 anos, apita desde 2013 e entrou na FIFA em 2019. É o primeiro de Bahia Blanca, cidade portuária mais importante do Sul do país, de onde também são Lautaro Martinez, artilheiro da Inter de Milão, e Álfio Basile, técnico campeão da Supercopa Libertadores 1988. 

RECORDISTA DO FURACÃO

O atacante Nikão será o novo recordista de jogos do Athletico Paranaense, com 21, na Copa Libertadores, na noite de hoje (11), no Estádio Monumental de Santiago, com o Colo Colo, que só venceu dois dos últimos oito jogos. Nikão vai superar Weverton, atual goleiro do Palmeiras, que fez 20 jogos pelo Furacão na Libertadores. Mineiro de Montes Claros, a 422 km da capital Belo Horizonte, Maycon Vinícius Ferreira da Cruz, o Nikão, chega ao jogo 220. O Athletico tenta a segunda vitória, após 1 x 0 no Peñarol, na Arena da Baixada.

MUITO MAL – O Colo Colo completará 95 anos em abril, ganhou 32 campeonatos chilenos, o último em 2017, mas está mal, sem técnico e em décimo segundo entre os dezoito do atual campeonato. Após demitir Mario Salas, o Colo Colo tentou Luiz Felipe Scolari, mas não houve acerto financeiro. Gualberto Jara, paraguaio de 60 anos, é o técnico interino. Primeiro técnico europeu campeão da Libertadores, o croata Mirko Jozic levou o Colo Colo ao título de 1991.

SÃO PAULO – Depois de levar a virada (2 x 1) do Binacional, no Peru, o São Paulo precisa vencer a LDU, que na estreia ganhou (3 x 0) do River, na noite de hoje (11), no estádio do Morumbi, que pode ter o maior público de 2020, superando os 44 mil do jogo com o Corinthians. Líder do campeonato do Equador, com 16 times, a LDU tem como destaque o colombiano Cristian Borja, de 32 anos, que fez em todos os jogos deste ano.

foto: Nitro News Brasil