Escolha uma Página

Primeiro a fazer quatro gols em um jogo na Libertadores 2021, o Flamengo manteve a liderança isolada do Grupo F ao golear (4 x 1) o Union La Calera, do Chile, na noite desta última terça (27) de abril, no Maracanã, depois de sair para o intervalo com 2 x 0. Como se esperava, o Flamengo confirmou o favoritismo com atuação segura, e o resultado refletiu a superioridade do time, que antecipará a classificação às oitavas de final, na próxima terça (3), no Equador, se vencer a LDU na altitude de Quito.

QUATRO MINUTOS – Superior desde o início, o Flamengo apenas demorou para abrir o placar, mas conseguiu dois gols em quatro minutos, aos 31 com Gabriel, após assistência de Arrascaeta, que aos 35 fez o segundo, de fora da área, com assistência de Bruno Henrique. Gabriel chegou aos 13 gols em 19 jogos na Libertadores e Arrascaeta ao quinto gol em seis jogos, mostrando outra vez muita precisão na finalização.

MAIS DISPOSIÇÃO – O gol do Union La Calera, aos 12 do segundo tempo, foi do atacante argentino Sebastián Sáez, de 36 anos, que substituiu no intervalo o atacante chileno Matias Cavalleri, de 23 anos. O Flamengo voltou a se impor e o domínio foi refletido em mais dois gols em seis minutos. Com a trigésima assistência de Bruno Henrique, Gabriel fez 3 x 1 aos 34, e um minuto após substituir Bruno Henrique, Pedro estabeleceu a goleada aos 40, com uma bela cavadinha. 

LÍDER 100% – Com duas vitórias em dois jogos – 3 x 2 no Velez, na Argentina, e 4 x 1 no La Calera, no Maracanã -, o Flamengo é líder do Grupo F, com seis pontos e saldo de quatro gols (7 x 3). No estádio Casablanca, em Quito, a LDU ganhou a primeira (3 x 1) e impôs a segunda derrota ao Velez, último colocado e com menos três gols, mesmo saldo negativo do La Calera, terceiro com o ponto do empate (2 x 2), na estreia em casa, com a LDU. Flamengo e LDU serão os dois classificados do Grupo F.

JOGO 100 – O meia Gerson, de 23 anos, completou 100 jogos pelo Flamengo – 66 vitórias, 16 derrotas, 18 empates, com 7 gols -, desde que foi comprado da Roma por R$50 milhões, em julho de 2019. Depois de iniciar no futsal, ele foi formado na base do Fluminense, que pagava suas passagens de ônibus desde a Baixada fluminense, onde nasceu e foi criado, com o que o Flamengo não concordou, depois de aprová-lo nos testes. O Fluminense vendeu Gerson à Roma por R$60 milhões em 2016.

FLAMENGO – Diego Alves, Isla, Arão (Leo Pereira), Bruno Viana e Filipe Luis; Diego (João Gomes), Gerson, Everton Ribeiro (Vitinho) e Arrascaeta (Michael); Gabriel e Bruno Henrique (Pedro). O técnico Rogerio Ceni resumiu bem: “Vitória alegra o ambiente e aumenta a confiança. A exibição do time foi boa, embora a gente queira sempre mais”. Nas redes sociais, torcedores mais empolgados elogiaram a atuação de Vitinho e publicaram que ele merece a vaga de Everton Ribeiro.

DOIS CARTÕES – O árbitro José Argote, venezuelano de 40 anos, médico veterinário, teve atuação segura, ao substituir o paraguaio Eber Aquino, de 41 anos, que testou positivo para Covid-19. Argote só aplicou dois cartões amarelos, ambos no segundo tempo: no volante Esteban Valencia, chileno de 21 anos, por falta dura em Arrascaeta, aos 13 minutos, e em Vitinho, aos 38, também por falta dura no meia chileno Jorge Valdívia, de 37 anos, ex-Internacional de Porto Alegre.

ATLÉTICO VENCE – Depois de estrear com empate na Venezuela – 1 x 1 com o Deportivo La Guaira -, o Atlético venceu (2 x 1) o América de Cali, no Mineirão, com dois gols de Hulk em quatro minutos. O atacante havia pedido mais tempo em campo, mas só entrou no intervalo, e fez o primeiro aos 14, cobrando pênalti que sofreu do goleiro venezuelano Joel Graterol, e o segundo aos 18, com belo passe de calcanhar de Savarino. De fora da área, Luis Sanchez fez o gol do América aos 32 minutos.

EXPULSÃO – O árbitro uruguaio Daniel Fedorczuk, de 44 anos, teve dificuldade para controlar os ânimos na reta final de um jogo truncado e em que aplicou seis cartões amarelos. Os advertidos do Atlético foram Allan, Junior Alonso e Hulk, e o meia Nathan foi expulso aos 39, por falta maldosa no meia Moreno. O Atlético, com 4 pontos, só perderá o primeiro lugar do Grupo H, se o vice-líder Cerro Porteño, com 3 pontos, seu próximo adversário no Mineirão, vencer o Deportivo La Guaira, nesta quarta (28).

Foto: Trivela