Um dia antes do jogo com a LDU, no estádio Casablanca, em Quito, o Flamengo foi punido pela Confederação Sul-Americana de Futebol, com a proibição ao técnico Abel Braga de ficar na área técnica, à beira do campo. A punição é decorrente do atraso de dois minutos na volta do time para o segundo tempo da única derrota que sofreu na Libertadores, 1 x 0 para o Peñarol, na noite de 3 de abril no Maracanã. O intervalo não pode exceder de 15 minutos, contados a partir do momento em que o árbitro apita o final do primeiro tempo.

REINCIDÊNCIA – De acordo com o comunicado da Confederação Sul-Americana de Futebol ao clube, o Flamengo cometeu a reincidência, após também demorar três minutos, além do tempo previsto, para voltar para o segundo tempo do jogo com o San José, em Oruro, na Bolívia. Foi o jogo de estreia na Libertadores com vitória (1 x 0). A Conmebol acrescenta no comunicado em que pune o Flamengo que a responsabilidade compete ao técnico. Sem Abel, o assistente Leomir ficará na área técnica no jogo de amanhã (24), em Quito. O Flamengo só precisa do empate para se classificar às oitavas de final da Libertadores.