O Flamengo volta a pressionar a prefeitura para o retorno do público ao Maracanã nas finais do campeonato estadual. Ou seja, quer ajudar a aumentar infecções e mortes, no momento em que a situação do município do Rio de Janeiro exige cuidado  redobrado para preservar vidas. A Secretaria Municipal de Saúde já se posicionou contrária, citando o decreto da própria prefeitura, mas o Flamengo insiste em querer reabrir o estádio, ignorando as consequências que provocará.

Conscientes da gravidade do problema, os outros finalistas – Fluminense, Vasco e Botafogo – adotam posição inteligente, contrária à inoportuna iniciativa. Como todos de bom-senso, torcedores equilibrados do Flamengo também reagem contra, sabendo que a volta ao estádio é precipitada e inoportuna, e que só contribuiria para o aumento das infecções e mortes, mas o Flamengo insiste no retorno imediato. Espera-se que o prefeito priorize a saúde e também não aprove iniciativa tão descabida.

Foto: Prefeitura do Rio