Esperava-se que os jogos de todos os envolvidos na reta final da disputa do título de campeão brasileiro fossem dirigidos por árbitros com a insígnia da FIFA. No entanto, a Comissão de Arbitragem da Confederação Brasileira de Futebol, ao elaborar a escala da trigésima segunda rodada, não incluiu os jogos de amanhã (23) do vice-líder São Paulo com o Coritiba, e do Atlético Mineiro, quarto colocado, com o Vasco, nem o de domingo (24), do Flamengo, terceiro colocado, com o Athletico Paranaense.

SEM DISCUSSÃO – Não se questiona o critério nem se discute a competência dos integrantes da Comissão, presidida com equilíbrio e inteligência pelo ex-árbitro Leonardo Gaciba, mas também não deixa de ser estranho que todos os jogos, dos times do topo da tabela, deixem de ser dirigidos por árbitros do mesmo nível. Pressupõe-se que o árbitro com a insígnia da FIFA, tenha chegado ao patamar mais elevado, como é a cota que recebe, superior à do árbitro do quadro nacional da CBF.

OS CRITÉRIOS – As arbitragens do Campeonato Brasileiro são tão boas quanto às dos principais campeonatos europeus. O árbitro brasileiro passou a adotar postura mais firme e a ter critérios mais definidos, incluídos os menos experientes. Temia-se que a introdução da tecnologia fosse tirar muito da força do árbitro, mas, o que se tem visto, é que acrescentou, ao corrigir falhas que escapam da observação de quem não pode, por mais que tente ou queira, acompanhar tudo.

O CLÁSSICO – Com o novo líder em campo, o clássico Grenal se destaca no fim de semana, e a escolha de Luiz Flavio Oliveira, paulista da FIFA, foi boa, como seria a de Braulio Machado, catarinense da FIFA, para Athletico Paranaense x Flamengo, com o gaúcho Leandro Vuaden passando para Ceará x Palmeiras, que a derrota para o Flamengo não excluiu da disputa do título. O que se espera, na reta final das sete rodadas, é que a arbitragem continue contribuindo para o final feliz do campeonato.

AMANHÃ (23) – SÃO PAULO x Coritiba – Rodrigo D’Alonso Ferreira, da Federação Catarinense. VASCO x Atlético Mineiro – Vinícius Araújo, da Federação Paulista. DOMINGO (24) – INTER x GRÊMIO – Luiz Flavio Oliveira, da Federação Paulista/FIFA. CEARÁ x Palmeiras – Braulio Machado, da Federação Catarinense/FIFA. ATHLETICO x Flamengo – Leandro Vuaden, da Federação Gaúcha. SANTOS x Goiás – Wagner Magalhães, da Federação do Rio/FIFA.

SPORT x BAHIA – clássico de tradição do Nordeste – Raphael Claus, da Federação Paulista/FIFA. ATLÉTICO GOIANIENSE x Fortaleza – Rafael Traci, da Federação Catarinense/FIFA. Último jogo de domingo (24), o mais antigo clássico carioca FLUMINENSE x Botafogo, no estádio do Vasco – Edina Alves Batista, da Federação Paulista/FIFA, e o fecho da rodada 32, segunda (25), CORINTHIANS x Bragantino – Bruno Arleu Araújo, da Federação do Rio/FIFA.

Foto: CBF