O Flamengo abriu a sétima rodada com a quarta vitória, todas com mandante e primeira sem sofrer gol, igualando-se em pontos (13) ao líder Palmeiras, que ainda joga com a Chapecoense como visitante. Os 2 x 0 sobre o Fortaleza, campeão cearense e da Copa do Nordeste, neste primeiro sábado (1) de junho, teve os destaques do meia uruguaio Arrascaeta, com assistências para os dois gols de Gabriel, aos 40, e aos 25 do segundo tempo, no estádio Nilton Santos. R$458.146,00. 35.725 pagantes.

BEM SUPERIOR –  Um minuto antes de abrir o placar, o Flamengo quase sofreu um gol, após falha de marcação da defesa, que o atacante Gabriel, do Fortaleza, não soube aproveitar. O meia Everton Ribeiro também não aproveitou a primeira grande chance, ao cabecear para fora, sem goleiro, depois que a bola voltou do travessão em falta cobrada por Diego, aos 31. O primeiro gol de Gabriel, aos 40, foi com assistência precisa de Arrascaeta, após Everton Ribeiro iniciar a jogada.

CONSOLIDOU – Na volta do intervalo, o Flamengo continuou com o domínio e chegou aos 2 x 0 aos 25, com Gabriel só tendo que tocar na saída do goleiro, após outra boa asssistência de Arrascaeta, que há alguns jogos não rendia tão bem e já estava sob desconfiança dos torcedores. Com a quarta vitória em sete jogos, o Flamengo foi à vice-liderança, mas depende de tropeços do Santos, São Paulo e Corinthians com 11 pontos e do Atlético Mineiro com 12 para terminar a rodada no G4.

QUATRO SEM GOL – O Fortaleza sofreu a quarta derrota sem fazer gol: 0 x 4 Palmeiras, 0 x 1 Botafogo e São Paulo (único a vencê-lo na capital cearense) e 0 x 2 Flamengo. Fora de casa, o campeão cearense só ganhou (3 x 1) da Chapecoense. A outra vitória foi sobre o Atlético Paranaense (2 x 1), em Fortaleza, onde também teve seu único empate (1 x 1) com o Vasco. O próximo jogo também será fora de casa, sábado (8), com o Grêmio, no estádio Centenário, em Caxias do Sul. 

FLAMENGO – Diego Alves, Pará, Leo Duarte, Rodrigo Caio e Trauco; Cuellar (Piris da Mota, 44 do segundo tempo), Arão, Arrascaeta e Diego (Berrío, 35 do segundo tempo); Everton Ribeiro (Vitinho, 25 do segundo tempo) e Gabriel. O próximo jogo será terça (4), no Maracanã, com o Corinthians, valendo vaga às quartas de final da Copa do Brasil. O Flamengo terá a vantagem do empate pela vitória (1 x 0) na Arena Corinthians. Se o tricampeão paulista vencer por um gol, a decisão será nos pênaltis.

FORTALEZA – Marcelo Boeck, Gabriel Dias, Quintero, Roger e Bruno; Paulo Roberto (Dodô, 20 do segundo tempo), Juninho, Marcinho (Marlon, 25 do segundo tempo) e Romarinho; André Luis (Osvaldo, 14 do segundo tempo) e Kieza. O técnico Rogerio Ceni surpreendeu com a escalação do goleiro reserva; as ausências dos laterais Tinga e Carlinhos, e dos atacantes Wellington Paulista – autor do gol do título da Copa do Nordeste – e Junior Santos, além de só ter escalado Osvaldo no segundo tempo.

SÓ UM CARTÃO – Atuação correta do árbitro Rodrigo d’Alonso, da Federação Catarinense, acompanhando os lances sempre de perto, com bom condicionamento fisico. O único cartão amarelo que aplicou foi aos 29 do segundo tempo, pela reclamação do zagueiro Leo Duarte, do Flamengo. O nível disciplinar do jogo foi bom.

NOVO TÉCNICO – O Flamengo confirmou neste sábado (1) a contratação do técnico português Jorge Jesus, de 64 anos, que só estreará após a pausa da Copa América, quando o primeiro jogo do Flamengo, pela décima rodada do Brasileirão, será com o Goiás, sábado ou domingo (14 de julho), no Maracanã. Após os 2 x 0 sobre o Fortaleza, o treinador interino Marcos Salles seguirá dirigindo terça (4), no jogo com o Corinthians; no Fla-Flu do sábado ou domingo (9), e com o CSA, dia 16, em Maceió.

Foto: UOL Esporte