Enquanto Vasco e Fluminense, mesmo só empatando, mantiveram a estabilidade, e o Flamengo, pela primeira vez, com duas vitórias consecutivas, subiu três posições e terminou em sexto, o Botafogo, sem vitória nos últimos três jogos e sem fazer gol em dois, caiu três posições e acabou em 17º, na rodada com mais gols (28), concluída na noite de ontem (3) com os  3 x 0 do Atlético Mineiro no São Paulo, e os 2 x 1 Sport, derrubando o penúltimo invicto, em plena Arena Grêmio.

GRANDE SALTO – Depois de quatro derrotas, sem fazer gol em três, o Sport deu o grande salto, saindo do vigésimo para o décimo quarto lugar, com os 2 x 1 sobre o Grêmio, que só ganhou do Fluminense (1 x 0), na estreia. Desde então, acumula quatro empates, três sem gol, e viu a invencibilidade cair dentro da própria casa, na noite de ontem (3). O Botafogoé o primeiro dos quatro últimos, com números iguais ao do Grêmio: 1 vitória, 1 derrota, 4 empates, 4 gols marcados, 5 gols sofridos.

VASCO NO G4 – Mesmo só com dois pontos nos últimos três jogos, o Vasco se manteve a cinco pontos do líder Internacional – melhor ataque e defesa -, na rodada em que a diferença entre os do G4 ficou menor – Inter 16, São Paulo 13, Atlético Mineiro 12, Vasco -, mas é praticamente nenhuma do quinto ao oitavo: Fluminense 11 e só à frente do Flamengo, também com 11 pontos, por 1 gol; Ceará e Palmeiras – agora o único invicto -, com 10 pontos.

MÉDIA BAIXA – Apesar do impulso do jogo com mais gols – Bahia 3 x 5 Flamengo -, a média de 2.2 gols por jogo, é baixa, depois de 141 gols em 64 jogos, em que os empates (19) superam as vitórias dos visitantes (16). O potencial dos quatro melhores ataques está equilibrado, com Internacional (11), Vasco e Atlético Mineiro (10), Flamengo e Corinthians (9). O que decepciona é o Botafogo só ter marcado 4 gols em 6 jogos, igual ao Grêmio, e o Fluminense só ter feito 8 em 7 jogos, igual ao Santos e ao Ceará.

PERSPECTIVA – Costuma-se dizer que não há lógica em futebol, e talvez a vitória do Sport na casa do Grêmio tenha sido mais um exemplo a fortalecer a tese, mas pressinto perspectiva de mudança no G4, na oitava rodada deste primeiro fim de semana de setembro. Se mantiver a pegada e emplacar a terceira vitória consecutiva, como favorito, no jogo de amanhã (5), no Maracanã, com o Fortaleza, o Flamengo pode entrar no seleto grupo dos quatro primeiros.

SOB RISCO – Não penso ser tão difícil antever dificuldade para os visitantes cariocas, com chance reduzida de vitória, tanto para o Botafogo, em queda livre, amanhã (5), na Arena Corinthians, quanto para o Fluminense, domingo (6), no Morumbi, com o vice-lider São Paulo. Já o Vasco, ainda que possa ter problema, diante de um Athletico Paranaense bem cauteloso, deve conseguir domingo (6) a quarta vitória em seu sétimo jogo.  A conferir.