O Flamengo manteve a diferença de oito pontos na liderança, ao vencer (1 x 0) o Botafogo, com o gol de Lincoln, aos 45 do segundo tempo, após grande arrancada de Bruno Henrique, que fez o cruzamento sob medida para a vigésima terceira vitória em 31 rodadas, em jogo tenso, com oito cartões amarelos e uma expulsão, na noite de ontem (7), no estádio Nilton Santos. R$354.689,00. 20.958 pagantes.

NOVE CARTÕES – Talvez outro árbitro, menos experiente, não controlasse o jogo. Leandro Vuaden, 44 anos, 18 na arbitragem da Federação Gaúcha e da CBF, e ex-FIFA, teve pulso e advertiu com cartão Joel Carli, Fernando, Gabriel, Jean, Luis Fernando, expulso pelo segundo cartão ao segurar Bruno Henrique pela camisa, e o técnico Alberto Valentim. Os advertidos do Flamengo foram Pablo Marí, que discutiu com o técnico do Botafogo, e Rafinha, suspenso do próximo jogo.

NO REBAIXAMENTO – Com as vitórias do Ceará (36) e Fluminense (34), o Botafogo, que subiria duas posições, se vencesse, acabou terminando a rodada em décimo sétimo com 33 pontos, após a décima oitava derrota (segundo que mais perdeu, depois do lanterna Avaí, 20). Foi a quarta derrota consecutiva do Botafogo para o Flamengo no Brasileirão.

AS VANTAGENS – Além de oito pontos à frente (74 a 66), o Flamengo tem vantagem sobre o Palmeiras em vitórias (23 a 19) e no saldo de gols (40 a 27), itens decisivos em caso de empate em pontos. Antes da final da Libertadores, dia 23, em Lima, com o River, o Flamengo terá os jogos com o Bahia, no Maracanã, e com o Grêmio, em Porto Alegre.

FLAMENGO – Diego Alves, Rafinha, Rodrigo Caio, Pablo Marí e Renê; Arão, Gerson (Lucas Silva, 39 do segundo tempo), Everton Ribeiro e Vitinho (Lincoln, 32 do segundo tempo); Bruno Henrique e Gabriel (Piris da Mota, 47 do segundo tempo). Arrascaeta não jogou porque sentiu dores no joelho e também deve ser poupado do jogo com o Bahia, domingo (10), às 18 horas, no Maracanã.

BOTAFOGO – Gatito, Fernando, Joel Carli, Gabriel e Yuri; Alex Santana (Jean, 27 do segundo tempo), Cicero e João Paulo; Luis Fernando, Igor Cassio (Vítor Rangel, 48 do segundo tempo) e Valencia (Lucas Barros, 42 do segundo tempo). O próximo jogo é com o Avaí, segunda (11), às 20 horas, no estádio Nilton Santos.

SITUAÇÃO – Faltando sete rodadas, o Botafogo só tem mais pontos (4) que o CSA; tem menos 3 que o Ceará, e menos 1 que Cruzeiro e Fluminense. Entre os quatro ameaçados de rebaixamento, com saldo negativo de gols, o Botafogo tem 14 (26 a 40); o Cruzeiro (26 a 36) e o Fluminense (31 a 41) têm 10, e o CSA tem 23 (21 a 44).

310 JOGOS, 709 GOLS – A rodada 31, completada com oito gols nos quatro jogos da noite de ontem (7), teve 23 gols – só um 0 x 0 -, e o Brasileirão 2019 registra 709 gols – 288 no primeiro tempo – em 310 jogos, média de 2.28 gols por jogo. 153 vitórias dos mandantes, 78 dos visitantes e 79 empates. 

Foto: Alexandre Vidal / Flamengo