Escolha uma Página

Foto: Gilva de Souza/Flamengo

O Flamengo passou a ter o melhor ataque (48 gols) do Brasileirão 2018, ao golear (4 x 0) o Paraná Clube, no último jogo deste penúltimo domingo (21) de outubro, no estádio Durival de Brito, na Vila Capanema, em Curitiba. No próximo sábado (27), no jogo com o Palmeiras (47 gols), os dois ataques mais positivos estarão em campo. Com 58 pontos, o Flamengo tentará diminuir, para apenas um ponto, a vantagem do líder Palmeiras (62) e continuar na briga pelo título nas sete rodadas restantes, até o domingo 2 de dezembro, quando termina o campeonato.

LUCAS PAQUETÁ, na contagem regressiva de oito jogos que faltam para sair do Flamengo e se apresentar em janeiro ao Milan, marcou seu décimo gol no Brasileirão 2018, ao abrir o placar aos 17 minutos, com passe do colombiano Fernando Uribe. Na volta do intervalo, Vitinho fez 2 x 0 aos 6 e deu passe para Uribe marcar o terceiro aos 11. O quarto gol, aos 45, foi de Henrique Dourado. O goleiro Richard evitou que o Paraná sofresse goleada ainda maior.

QUATRO JOGOS SEM GOL – Não só a força ofensiva do Flamengo merece destaque pelos 48 gols em 30 jogos. O desempenho do goleiro Cesar também é digno de registro. Ele completou o quarto jogo sem sofrer gol, após 0 x 0 com Bahia, 3 x 0 no Corinthians, 3 x 0 no Fluminense e nos 4 x 0 desta noite no Paraná. O carioca Cesar Bernardo Dutra, 26 anos, 1,94m, formado na base do Audax em 2009-2010, está no Flamengo desde 2011 e ganhou mais experiência ao ser emprestado à Ponte Preta em 2016 e à Ferroviária em 2017.

SEGUNDA GOLEADA – Depois dos 4 x 1 no Sport, foi o segundo jogo em que o Flamengo marcou quatro gols no Brasileirão 2018, em sua quinta vitória como visitante em 15 jogos, no sexto jogo em que não sofreu gol fora do Rio. O Flamengo é o vice-lider – 58 pontos, 17 vitórias, 7 empates, 6 derrotas – e agora o melhor ataque (48) e a terceira defesa menos vazada (22). O Flamengo só sairá da vice-liderança se o Internacional (59) vencer o Santos, amanhã (22), na Arena Beira Rio.

OS VICE-LÍDERES – Cesar, Pará, Léo Duarte, Rever (cap) e Renê; Cuéllar, Arão (Henrique Dourado, 27 do segundo tempo), Paquetá e Everton Ribeiro (Diego, 20 do segundo tempo); Uribe e Vitinho (Geuvânio, intervalo). Os quatro jogos restantes do Flamengo como mandante serão com Palmeiras, Santos, Grêmio e Atlético Paranaense (última rodada). Como visitante, o Flamengo jogará com São Paulo, Botafogo, Sport e Cruzeiro.

EXPULSÃO – O árbitro Bráulio Machado, da Federação Catarinense, teve atuação firme e expulsou o atacante Rafael Alemão, que substituiu o zagueiro Renê, no intervalo, por uma falta grosseira no lateral Renê, do Flamengo. R$269.185,00. 4.271 pagantes.

PIOR CAMPANHA – Com 19 derrotas – quatro em casa, todas sem fazer gol -, o Paraná tornou-se neste domingo (21), após os 4 x 0 do Flamengo, no time de pior campanha desde 2003, quando o Campeonato Brasileiro começou a ser disputado por pontos corridos. Completou hoje 16 jogos sem vencer, superando a marca negativa de 15 jogos do São Caetano em 2006 e do América de Natal em 2007. 

EM ÚLTIMO LUGAR, com apenas 17 pontos em 30 jogos – 3 vitórias, 8 empates, 19 derrotas e o alarmante saldo negativo de 35 gols – marcou 12, sofreu 47 -, o Paraná Clube não demonstrou o mínimo de estrutura para se manter na Série A em 2019, quando voltará à Série B. No jogo com o Flamengo, o técnico pernambucano Dado Cavalcanti fez sua estreia e iniciou o trabalho de observação para reformular o elenco.