Único vencedor nos três jogos da noite de ontem (10), o Flamengo confirmou o favoritismo e abriu vantagem de oito pontos – 55 a 47 – sobre Santos e Palmeiras, ao ganhar (3 x 1) do Atlético Mineiro, no oitavo jogo em que marcou três gols ou mais em 24 rodadas do Brasileirão 2019. E com mais 3 vitórias que o Santos e 4 que o Palmeiras.

14 VEZES 3 x 1 – Das 17 vitórias do Flamengo, foi a quarta por 3 x 1, como na estreia, com a primeira virada do Brasileirão 2019, no Maracanã, sobre o Cruzeiro, e antes dos 3 x 1 da noite de ontem (10) sobre o Atlético Mineiro, os outros 3 x 1 haviam sido sobre o Grêmio e o Internacional, também no Maracanã.

BOM LEMBRAR que o Flamengo, depois de golear (4 x 1) o Vasco, foi o primeiro a estabelecer a maior goleada do Brasileirão 2019, com os 6 x 1 sobre o Goiás, no Maracanã. O Santos igualou o placar, duas rodadas depois, na Vila Belmiro, e o terceiro 6 x 1 foi o do Grêmio sobre o Avaí.

BEM SUPERIOR – Invicto no Maracanã, embora tenha perdido os 100% no 0 x 0 com o São Paulo, o Flamengo voltou a ser bem superior nos 3 x 1 da noite de ontem (10), ainda que o Atlético tenha conseguido o empate logo na volta do intervalo, aproveitando aos seis minutos a saída em falso do meia Gerson, que não esteve em noite tão favorável.

DEFINIU BEM – O apoiador Willian Arão, que fez o primeiro gol aos 37, após escanteio de Vitinho, definiu bem: “Mais importante que ser alto é saber se posicionar”. O paulistano Arão, estreou no Flamengo em janeiro de 2016, foi campeão carioca em 2017 e 2019, e marcou seu gol 24 em 214 jogos com a camisa rubro-negra. 

BOA VISÃO – Desde o tempo do Botafogo – 7 gols em 59 jogos, em 2015 –Arão é um meia com boa visão do campo e boa leitura do jogo. Ele é muito grato ao técnico Jorge Jesus, que recuperou sua autoestima, após passar momentos difíceis, perseguido por boa parte dos torcedores, assim como aconteceu com o lateral Pará, hoje no Santos.

15 MINUTOS – Depois de sofrer o gol, no início do segundo tempo, o Flamengo retomou o domínio e em quinze minutos decidiu o jogo. Vitinho fez 2 x 1 aos 16 – seu décimo gol em 66 jogos -, no canto do goleiro Wilson, e Reinier, que não teve atuação tão boa, marcou o terceiro, aos 31, com assistência, de peito, de Vitinho.

FLAMENGO – Diego Alves, Rafinha, Rodolfo, Pablo Marí e Renê; Arão, Gerson, Everton Ribeiro e Vitinho; Reinier (Vinícius, aos 45 do segundo tempo) e Bruno Henrique. Na única substituição, o Flamengo utilizou os dois únicos formados na base do clube.

ATLÉTICO – Wilson, Iago Maidana, Leonardo Silva e Igor Rabelo; Patric, Nathan, Elias (Bruninho, 22 do segundo tempo) e Juan Cazares (Franco Di Santo, 28 do segundo tempo); Vinícius e Ricardo Oliveira (Marquinhos, intervalo). Foi a décima primeira derrota do Atlético, com 31 pontos, em 24 jogos e o time passou ao saldo devedor de gols: 29 a 31. Décimo primeiro, recebe o Grêmio, domingo (13), no estádio Independência.

DOIS CARTÕES – O árbitro Wilton Pereira Sampaio, da Federação Goiana e da FIFA, teve outra grande atuação. As únicas advertências que fez com cartão amarelo foram para o zagueiro Iago Maidana, aos 23 do primeiro tempo, por falta dura em Gerson, e para o lateral Fabio Santos, aos 41 do segundo tempo, por falta dura em Everton Ribeiro. R$3.162.223,50. 58.788 pagantes. O público presente anunciado foi de 63.385.

DOS 14, FLAMENGO JOGA 8 NO RIO

NAS 14 RODADAS restantes do Brasileirão 2019, o Flamengo disputará 8 jogos no Rio e só um, com o Botafogo, que tem o mando de campo, não será no Maracanã. Depois dos dois próximos como visitante, com  Atlético Paranaense e  Fortaleza, o time fará dois jogos consecutivos no Maracanã, com Fluminense e CSA.

NA SEQUÊNCIA, o Flamengo sairá para jogar com o Goiás e receberá o Corinthians no Maracanã. O clássico com o Botafogo, na rodada 31, será no estádio Nilton Santos, e na rodada seguinte, em 9 ou 10 de novembro, o Flamengo jogará no Maracanã com o Bahia para quem sofreu a derrota mais contundente do turno, 3 x 0 na Arena Fonte Nova.

DEPOIS DO JOGO com o Grêmio, em Porto Alegre, o Flamengo terá mais dois jogos consecutivos no Maracanã, com Vasco e Ceará. Nas três rodadas finais, o Flamengo fará o antepenúltimo jogo com o Palmeiras, em São Paulo, e se despedirá da torcida no Maracanã no jogo seguinte com o Avaí. Na última rodada, dia 8 de dezembro, o jogo será com o Santos, na Vila Belmiro. Até lá, o título já poderá estar sendo comemorado.

240 JOGOS, 544 GOLS – Com os 20 gols da rodada 24, concluída na noite de ontem (10), o Brasileirão 2019 registra a média de 2.26 gols por jogo, com 544 gols marcados em 240 jogos. 217 dos 544 gols, no primeiro tempo. A vitória do Flamengo sobre o Atlético foi a de número 120 dos times que jogaram em casa. 58 vitórias dos visitantes e 62 empates.

1 x 0 DISPARADO – O placar de 1 x 0 é o mais registrado em 240 jogos: 61, seguido de 2 x 1 em 41 jogos; 1 x 1, em 29; 2 x 0, em 27, e 0 x 0 em 25 jogos. 3 x 1 em 14 jogos e 3 x 0 em 10 jogos. Os demais placares não atingiram dois dígitos.

Foto: André Durão