Mesmo sem fazer boa apresentação, o Flamengo manteve a liderança do Grupo A da Taça Rio, ao ganhar (2 x 1 de virada) da vice-líder Portuguesa, com os três gols no segundo tempo, na noite de ontem (14), no Maracanã, no primeiro jogo sem público do Campeonato Carioca de 2020. O Flamengo criou várias chances, que não aproveitou por falta de capricho nas finalizações. Bruno Henrique, em noite apagada, foi dos piores em campo.

GOLS DE DESVIOS – Os dois primeiros gols da noite no Maracanã vazio ficaram na conta de desvios. O atacante Maicon Douglas, da Portuguesa, chutou bem de fora da área e só fez o gol, aos 13 do segundo tempo, porque a bola bateu nas costas de Rafinha, deixando o goleiro Cesar sem ação. Marcão, zagueiro da Portuguesa, fez contra o gol de empate, aos 43, porque desviou o chute de Vitinho da linha de fundo.

PÉ DO ACELERADOR – A virada do Flamengo, aos 46, foi com o gol 20 em 61 jogos do uruguaio Arrascaeta, de 25 anos, canhoto, que marcou de pé direito – o do acelerador -, sobre a risca da grande área, no cantinho direito do goleiro Milton, que quase chegou na bola. Bom lembrar: Arrascaeta foi comprado do Cruzeiro em janeiro de 2019 por R$64 milhões, superando os R$60 milhões que o Corinthians pagou em 2004 pelo argentino Carlos Tevez.

TRÊS POUPADOS – O Flamengo não escalou Diego Alves, Filipe Luis e Gabriel, que se recuperam de desgaste muscular. O time da virada teve Cesar, Rafinha, Rodrigo Caio, Léo Pereira e Renê; Arão (Lincoln, 36 do segundo tempo), Diego (Vitinho, 14 do segundo tempo), Everton Ribeiro e Arrascaeta; Pedro (Michael, 9 do segundo tempo) e Bruno Henrique. Na beira do campo, o técnico Jorge Jesus mostrava-se mais agitado que em outros jogos.

TRÊS CARTÕES – O árbitro Maurício Machado Coelho, juiz-forano de 42 anos, com atuação correta, só aplicou três cartões amarelos, em Henrique, volante da Portuguesa, no primeiro minuto, por falta em Everton Ribeiro, e em Dilsinho, zagueiro da Portuguesa, por falta dura aos 33 em Bruno Henrique, único advertido no segundo tempo, aos 47, por demorar a repor a bola em jogo, um minuto após o gol da virada do Flamengo.

EXPECTATIVA – Com o adiamento dos jogos da Libertadores, o Flamengo está na expectativa de saber para quando será remarcado o confronto com o Independiente del Valle, que seria na próxima quinta (19), no Equador, e vive também a expectativa da reunião de amanhã (16), na sede da Federação de Futebol do Rio de Janeiro. Se o campeonato não for paralisado, os jogos continuarão sendo realizados com os estádios fechados.

FORÇA DE SANSÃO – O rubro-negro Luis Felipe, seguidor do nosso trabalho, lembrou Sansão, tido como o homem mais forte do mundo, enquanto Dalila não revelou que o segredo de sua força estava no cabelo. Depois da virada sofrida do seu time, Luis Felipe mandou: “Sem a torcida no estádio, o Flamengo é o Sansão de cabelos cortados”…

FLUMINENSE x VASCO – O Fluminense terá que vencer o Vasco para manter a liderança do Grupo B e voltar a ser o primeiro na soma de pontos do campeonato, neste domingo (15), no Maracanã, com portões fechados. O Macaé é o novo vice-líder, ao vencer (1 x 0) o Resende, e o Vasco, ainda sem vencer e só com dois pontos, é o quinto. Se não vencer o Fluminense, o Vasco estará fora das semifinais da Taça Rio, como aconteceu na Taça Guanabara.

Foto: Coluna do Fla