Escolha uma Página

COM O GOL DE PEDRO, vice-artilheiro do campeonato, aos 23 minutos do segundo tempo, o Flamengo venceu o lanterna Boavista por 1 x 0 e manteve a liderança, invicta e absoluta, do Carioca de 2023, na noite de ontem (1), no Maracanã. R$1.031.907,50. 33.329 pagantes. 

NA VÉSPERA DA VIAGEM para o Marrocos, onde tentará recuperar o título mundial de clubes, que só ganhou em 1981, a equipe titular do Flamengo não teve atuação animadora. Três dos principais jogadores, Filipe Luis, Tiago Maia e Everton Ribeiro, saíram aos 17 do 2º tempo, entrando Ayrton Lucas, Erick Pulgar e Cebolinha.

O GOL DA 4ª VITÓRIA do Flamengo, líder com 14 pontos, ataque mais positivo (12) e defesa menos vazada (2), foi de Pedro, aos 23 minutos do 2º tempo, completando de pé esquerdo na pequena área o lançamento de Gabriel, que pediu para jogar e ficou até o fim. Pedro foi substituído por Marinho aos 36 minutos.

O GOLEIRO SANTOS foi o único titular poupado. Mateus Cunha, Mateuzinho, David Luiz, Leo Pereira e Filipe Luis (Ayrton Lucas); Tiago Maia (Erick Pulgar), Gerson e Everton Ribeiro (Cebolinha); Arrascaeta (Mateus França), Gabriel e Pedro (Marinho). O Flamengo viaja hoje (2), às 11 da noite, para o Marrocos.

A ESTREIA NO MUNDIAL de clubes será 3ª feira (7). O adversário será o vencedor de Al Hilal, da Arábia Saudita x Wydad Casablanca, do Marrocos, em jogo marcado para sábado (4), quando também Al Ahly, do Egito, e Seattle Sounders, dos Estados Unidos, decidirão quem fará a outra semifinal com o Real Madrid, 4ª feira (8).

O ATACANTE BRUNO HENRIQUE, em recuperação da cirurgia no joelho, em 30 de setembro de 2022 e ainda sem prazo para voltar a jogar, acompanhará a equipe ao Marrocos. Além dele, o meia Victor Hugo, que também participou da última Libertadores que o Flamengo ganhou, estará com a delegação.

O MEIA CHILENO Arturo Vidal, que em maio completará 36 anos, saiu praticamente do Flamengo, depois de 20 jogos e 3 gols, desde a estreia em 30 de julho de 2022, ao se oferecer ao Colo Colo, onde iniciou a carreira em 2005. Alguns torcedores se revoltaram e resumiram assim: “Já vai tarde”.

ARTURO VIDAL IRRITOU-SE quase no final do jogo, por não ter entrado na vitória sobre o Boavista. Quando o técnico Vitor Pereira fez a última substituição – Mateus França no lugar de Arrascaeta, aos 36 minutos -, Arturo Vidal tirou as chuteiras e as arremessou no banco de reservas. E saiu para o vestiário esbravejando.

Foto: marcelocortes_ / CRF