Em sua primeira virada no Brasileiro 2020, com o segundo gol no último lance do jogo, aos 51 minutos, o Flamengo igualou os 30 pontos do Atlético Mineiro, que continua líder por ter mais uma vitória, mesmo com menos um jogo, ao ganhar (2 x 1) do Goiás, último colocado, na noite desta terça (13), em jogo atrasado da décima primeira rodada. Com os dois gols, Pedro chegou aos 8 em 7 jogos, igualando-se a Gabriel, sem previsão de retorno, como artilheiro do time na temporada.

MUITA FORÇA – Mesmo com o terceiro jogo em doze dias, o Flamengo mostrou muita força e mereceu a virada. O Goiás fez 1 x 0  aos 13 minutos, com o belo gol de Vinícius, que teve assistência de Daniel Bessa e finalizou com precisão e categoria, no canto. O Flamengo só empatou aos 39, depois de muita pressão, com a assistência de Bruno Henrique para o gol de Pedro, que logo aos 3 minutos fez cruzamento preciso para Bruno Henrique, com boa impulsão, cabecear no travessão.

VAR ANULOU – O Goiás chegou a empatar aos 43, mas o gol do zagueiro David Duarte foi bem anulado pelo VAR porque ele estava impedido ao completar de cabeça a falta batida pelo lateral Edilson. A virada do Flamengo só foi possível nos acréscimos, aos 51 minutos, quando Pedro dominou o chute de Arão, de fora da área, e finalizou sem chance para o goleiro Tadeu, que defendeu 12 das 31 finalizações. Tadeu tem 28 anos, 1,84m, é paranaense, e foi comprado pelo Goiás, em dezembro de 2019.

A MARATONA – Apesar da sequência de jogos com pouco intervalo, o rendimento do Flamengo tem sido acima da média e é bom ressaltar que na virada sobre o Goiás, o técnico só fez uma substituição, com a entrada de Lincoln no lugar de Gerson, aos 30 do segundo tempo. Da mesma forma, ficou outra vez bem claro que Gerson está em nível de criação muito abaixo de Everton Ribeiro e Arrascaeta, e que Michael e Lincoln não são os atacantes com que a equipe pode contar para decidir.

QUARTA VITÓRIA – Das nove vitórias do Flamengo foi a quarta como mandante, depois de 2 x 1 no Fortaleza, 3 x 1 no Athletico Paranaense e 3 x 0 no Sport. Mais que os empates (1 x 1) com Grêmio e Botafogo, as derrotas (1 x 0) para o Atlético Mineiro, na estreia, no Maracanã, e 3 x 0 para o Atlético Goianiense, como visitante, estão fazendo toda a diferença na classificação. O time da primeira virada: Hugo, Mateuzinho, Gustavo Henrique, Natan e Filipe Luis; Arão, Tiago Maia e Gerson (Lincoln); Michael, Pedro e Bruno Henrique.

OS 4 PRIMEIROS – Atlético Mineiro, líder com 30 pontos em 14 jogos, 10 vitórias e 4 derrotas, saldo de 13 gols (29 a 16), tem menos um jogo e mais uma vitória que o Flamengo, vice-líder com 30 pontos em 15 jogos, 9 vitórias, 3 empates, 3 derrotas, saldo de 7 gols (24 a 17). O Internacional, terceiro, tem 28 pontos em 15 jogos, 8 vitórias, 4 empates, 3 derrotas, saldo de 11 gols (21 a 10). O São Paulo, quarto, tem 26 pontos em 14 jogos, 7 vitórias, 5 empates, 2 derrotas, saldo de 7 gols (20 a 13).

A SEQUÊNCIA – O Flamengo volta ao Maracanã, 50 horas depois, para o jogo de quinta (15) com o Bragantino, e domingo (18) jogará em São Paulo com o Corinthians. Quarta (21), já classificado para o mata-mata das oitavas de final da Libertadores, termina a fase de grupos no Maracanã com o Junior Barranquilla, e no último domingo (25) de outubro, vai à Arena Beira Rio jogar com o Internacional, um dos concorrentes diretos na disputa do título de campeão brasileiro de 2020. Para o Flamengo, o bicampeonato.

OS NÚMEROS – Flamengo 2 x 1 Goiás, na noite desta terça (13), no Maracanã, foi o jogo 54 do total de confrontos entre ambos, com 23 vitórias do Flamengo, 9 vitórias do Goiás e 22 empates. Só em 47 jogos do Campeonato Brasileiro, 17 vitórias do Flamengo, 9 vitórias do Goiás e 22 empates. Atuação correta do árbitro Paulo Roberto Alves Junior, da Federação Paranaense, que  advertiu Tadeu, Caju, Keko e Rafael Moura,e Filipe Luis, suspenso do próximo jogo pelo terceiro cartão amarelo.

Foto: Alexandre Vidal / CRF