O gaúcho Leandro Pedro Vuaden, de 44 anos, com arbitragem de estilo europeu, que deixa o jogo fluir e aplica bem a lei da vantagem, apitará Corinthians x Flamengo, domingo (21), às 16 horas, na Arena Corinthians, no distrito de Itaquera, na Zona Leste da capital paulista. O clássico das duas maiores torcidas do futebol brasileiro está com a lotação de 45 mil lugares quase esgotada. Árbitro FIFA de 2008 a 2016, Vuaden apitou o jogo em que o Flamengo eliminou o Corinthians da Copa do Brasil 2019.

JOGO 70 – Corinthians e Flamengo completarão domingo 70 jogos no Campeonato Brasileiro, com vantagem de apenas uma vitória do Corinthians sobre o Flamengo (26 a 25), e 18 empates. Oitavo colocado com 15 pontos em 9 jogos – 4 vitórias, 3 empates, 2 derrotas, 8 gols marcados e 5 sofridos -, o Corinthians ganhou (1 x 0) do CSA, domingo (14), em sua Arena. O Flamengo, terceiro com 20 pontos – 6 vitórias, 2 empates, 2 derrotas, 21 gols marcados e 10 sofridos -, passou a ter o ataque mais positivo, após a maior goleada (6 x 1) do Brasileirão 2019, domingo (14), no Maracanã.

VASCO x FLUMINENSE – O clássico de amanhã (20), em São Januário, será apitado por Bruno Arleu Araújo, de 36 anos, da Federação do Rio de Janeiro e aspirante à Fifa. Costuma aplicar muitos cartões amarelos e no último Vasco x Fluminense que apitou, na decisão da Taça Guanabara de 2019 – Vasco 1 x 0, gol do lateral Danilo -, expulsou o atacante Luciano, do Fluminense. Os times entram iguais em tudo na décima primeira rodada, com 9 pontos – 2 vitórias, 3 empates, 5 derrotas – e o Fluminense, décimo quinto, só está uma posição acima do Vasco por ter menos saldo negativo de gols (3 a 7).

BOTAFOGO x SANTOS – O jogo das 11 horas de domingo (21), no estádio Nilton Santos, será apitado por Heber Roberto Lopes, de 47 anos, da Federação Catarinense. Em Fluminense x Cruzeiro, em 2015, tornou-se o primeiro a dirigir mais de 300 jogos na Série A. Em 2016, no MetLife Stadium, em Nova Jersey, apitou a final da Copa América Centenário em que o Chile se sagrou bicampeão ao vencer (5 x 4, nos pênaltis) a Argentina. Foi árbitro Fifa de 2002 a 2017, quando chegou à idade limite de 45 anos.

O Santos é vice-lider com 23 pontos – 7 vitórias, 2 empates, 1 derrota, 13 gols marcados e 7 sofridos – e o Botafogo é sexto com 16 pontos – 5 vitórias, 1 empate, 4 derrotas e um dos dois sem saldo de gol (8 a 8) no Brasileirão 2019. O outro é o Grêmio (12 a 12), que disputará o Grenal amanhã (20) como visitante na Arena Beira Rio. Anderson Luis Daronco, da Federação Gaúcha, vai apitar.

EDINA DE VOLTA – Ela apitou CSA 1 x 0 Goiás, na única vitória do campeão alagoano no atual campeonato, no estádio Rei Pelé, em Maceió, e volta domingo (21) em Atlético Mineiro x Fortaleza. Depois de atuações firmes na Copa América feminina de 2018, foi a única árbitra brasileira na Copa do Mundo Feminina de julho de 2019 na França, com quatro excelentes arbitragens. A última em Inglaterra x Estados Unidos na semifinal. Professora de Educação Física, 39 anos, Edina Batista é de Goiorê, noroeste paranaense, a 530 km da capital Curitiba, e atua pela Federação Paulista. Desde 2014 uma árbitra não apitava jogos da Série A.

Créditos: Miguel Locatelli/Site Oficial