O Fluminense não teve competência para ganhar da Chapecoense, penúltima colocada, na noite deste sábado (26), no Maracanã, mas escapou de voltar ao rebaixamento,  depois que o Cruzeiro empatou, também em 1 x 1, no Mineirão, com o Fortaleza. O Fluminense tem 30 pontos. O Cruzeiro, com 29, pode terminar a rodada em antepenúltimo, se o CSA, com 26, conseguir o milagre de vencer o Flamengo, no último jogo da rodada, na noite deste domingo (27), no Maracanã.

VANTAGEM – Embora o Fluminense tenha produzido um pouco mais, a Chapecoense saiu em vantagem para o intervalo, com o gol de Everaldo aos 27 minutos, completando de cabeça o cruzamento de Bruno Pacheco. O Fluminense empatou logo aos 7 minutos, com o gol de Marcos Paulo, após cruzamento rasteiro de Daniel, mas não foi além.

FLUMINENSE – Muriel, Gilberto, Nino, Digão e Carlos Henrique; Allan, Daniel (Lucão, 32 do segundo tempo), Nenê e Marcos Paulo (Ganso, 41 do segundo tempo); Wellington Nem (João Pedro, intervalo) e Yony Gonzalez. Técnico – Marcão. Quinto empate, 8 vitórias, 14 derrotas, saldo negativo de 10 gols (29 a 39).

CHAPECOENSE – João Ricardo, Eduardo (Renato, 31 do segundo tempo), Rafael Pereira (Hiago, 21 do segundo tempo), Maurício Ramos e Bruno Pacheco; Elicarlos, Marcio Araújo e Camilo (Dalberto, 23 do segundo tempo); Roberto, Henrique Almeida e Everaldo. Técnico – Marquinhos Santos. Nono empate, 3 vitórias, 16 derrotas, saldo negativo de 22 gols (22 a 42) e o próximo jogo com o Atlético, quarta (30), em Belo Horizonte.

CINCO CARTÕES – O árbitro Savio Sampaio, da Federação de Brasília, teve boa atuação e aplicou cinco cartões amarelos. Allan, único advertido do Fluminense. Os quatro da Chapecoense, Eduardo, Maurício Ramos, Everaldo e Henrique Almeida. R$426.770,00. 17.731 pagantes, na noite do último sábado (26) de outubro, no Maracanã.

SEM COMPETÊNCIA – O time do Fluminense é fraco, sem competência. Depois das derrotas para o CSA e o Avaí, voltou a decepcionar no 1 x 1 com a Chapecoense. O que é possível esperar de uma equipe que não consegue ganhar dos que estão nas últimas posições, mesmo jogando em casa, com o apoio da torcida?

SEM SALVAÇÃO – Dos dez jogos que faltam, o Fluminense terá chance de ganhar só dois dos que disputará como visitante, se conseguir reverter frente ao Avaí e ao CSA os vexames do Maracanã. Os outros quatro, com adversários bem mais fortes, dificilmente renderão pontos: Ceará, São Paulo, Internacional e Corinthians.

QUATRO EM CASA – O Fluminense também terá chances reduzidas nos quatro jogos restantes no Maracanã, com Vasco – clássico do próximo fim de semana -, Atlético MineiroPalmeiras e Fortaleza. Uma reta final complicada, dificílima, tanto pela superioridade dos adversários, quanto pelo que o Fluminense não mostra em evolução jogo a jogo.

Foto: Lucas Merçon / Fluminense FC