REPETIU-SE NESTE DOMINGO (5), COM O FLUMINENSE, na 9ª rodada, o que aconteceu com o Flamengo, no domingo, 27 de junho de 2021, na 7ª rodada, no mesmo estádio e com o mesmo placar de 1 x 0. Um ano depois, Fernando Diniz, técnico do Fluminense, tentou adiar o jogo com o Juventude, mas também não foi ouvido, como Rogerio Ceni, diante do gramado impraticável do estádio Alfredo Jaconi. 

O FLUMINENSE PERDEU HOJE (5), com o gol contra do zagueiro Lucas Claro, que o árbitro goiano Jefferson Moraes preferiu não creditar ao atacante paraguaio Isidro Pitta, de 22 anos, emprestado pelo Huesca, 13º da Série B da Espanha, encerrada domingo passado (29). O gol foi aos 32, como havia sido no 1º tempo, aos 25, o gol de Mateus Peixoto, no 1 x 0 de 2021 no Flamengo, quando a bola parou na poça d’água.

NÃO HAVIA CONDIÇÕES para que Juventude e Fluminense sequer entrassem em campo quanto mais jogassem, mas o bom-senso não prevaleceu. Os times não conseguiam trocar passes, com tantas poças d’água em um gramado sem a mínima condição, ruim, claro, para os dois. Primeira vitória do Juventude em casa, depois de perder para o Cuiabá (1 x 0) e Palmeiras (3 x 0), e de empatar com Bragantino (2 x 2) e 1 x 1 com Internacional. Com 10 pontos, saiu do 18º, mas ainda não está livre de voltar ao rebaixamento.

O 1º TEMPO TEVE MENOS DE 20 MINUTOS. O 2º tempo começou com atraso de oito minutos. Aos 16, Felipe Melo quase foi agredido por Vitor Gabriel, que sangrava. Aos 35, o VAR teve que corrigir Jefferson Moraes, árbitro fraco, que mostrou cartão amarelo para Lucas Claro, quando a falta em Isidro Pita foi de Manoel. E assim caminha a Série A de um Campeonato Brasileiro mal dirigido.

O FLUMINENSE TENTOU MUDAR na volta do intervalo, com três alterações simultâneas – saíram Caio Paulista, Wellington, William e entraram Cristiano, Felipe Melo e Mateus Martins -, mas de nada valeu em um gramado impraticável. A última substituição foi de Ganso por John Kennedy aos 13 minutos. O Fluminense, bem limitado, tem que evoluir, para não correr o risco de outro rebaixamento. 

O FLUMINENSE perdeu a segunda como visitante, após a virada que levou do Coritiba (3 x 2), depois de ganhar por 1 x 0 do Cuiabá e do Fortaleza, e do 1 x 1 com o Palmeiras. Com 11 pontos e a 4ª derrota, o Fluminense pode cair uma posição e terminar a 9ª rodada em 12º. A chance de voltar a subir estará nos jogos seguidos no Maracanã, 4ª (8) com o Atlético Mineiro, e sábado (11), com o Atlético Goianiense.

Foto: Futebol na Veia