Escolha uma Página

O FLUMINENSE inicia a terceira decisão com a LDU, sem espírito de revanche das que perdeu em 2008 e 2009: “O que passou está na história e ninguém muda” – resume o técnico Fernando Diniz, em nome dos jogadores, que não estavam nas finais da Libertadores e da Sul-Americana, e acrescenta: “Tudo tem sempre a primeira vez e nossa motivação é por um título que ainda não ganhamos”.

OS TIMES ENTRAM em situações diferentes no primeiro jogo da decisão da Recopa Sul-Americana, na noite desta 5ª feira (22), no estádio Casa Blanca, na altitude de 2.850 metros de Quito. A LDU só fez um amistoso em 2024, em que venceu a Universidad Católica (2 x 0), no último sábado (17), o que pode levar a equipe a se ressentir da falta de ritmo, devido ao adiamento do início do campeonato.

JÁ O FLUMINENSE, vai fazer o décimo jogo do ano, depois de seis vitórias e três empates, dois com equipe reserva, e no início de outra decisão, só não contará com Kennedy, que cumpre suspensão pela expulsão na final da Libertadores, após comemorar o gol do título com os torcedores, na decisão com o Boca, no Maracanã: “Só posso lamentar estar de fora, sem poder ajudar os companheiros”.

O FLUMINENSE entra com o que se convencionou chamar de força máxima: Fabio, Guga, Tiago Santos, Felipe Melo e Marcelo; André, Martinelli e Ganso; Arias, Cano e Keno, recuperado de dores no calcanhar. O técnico Fernando Diniz garante: “Seremos, mais uma vez, uma equipe consciente, segura e forte, respeitando o adversário, mas com muita coragem para vencer”.

O CONFRONTO dos melhores do continente é um prêmio ao Fluminense, que venceu o Boca, segundo maior campeão da Libertadores, e à LDU, que ganhou a final da Sul-Americana com o Fortaleza. Os observadores acreditam em dois jogos bem disputados, hoje (22), em Quito, com arbitragem do colombiano Andrés Rojas, e na próxima 5ª (29), no Maracanã.

A LDU GANHOU a Recopa Sul-Americana de 2009, vencendo o Internacional pelo placar agregado de 4 x 0: 1 x 0 na Arena Beira Rio, em Porto Alegre, e 3 x 0 no estádio Casa Blanca, em Quito, e a de 2010, vencendo o Estudiantes de La Plata por 2 x 1, em Quito, e mantendo o 0 x 0 no jogo da volta, na Argentina. Em nível nacional, a LDU ocupa o 4º lugar com 12 títulos de campeã do Equador.

O FLUMINENSE também já vive a expectativa do sorteio da fase de grupos da Libertadores de 2024, marcado para a 2ª feira, 18 de março, na sede da Confederação Sul-Americana de Futebol, em Luque, no Paraguai. O atual campeão da Libertadores pode ter na fase de grupos de 2024, três dos sete adversários que enfrentou em 2023: Sporting Cristal (Peru), The Strongest (Bolívia) e River (Argentina).