Depois de passar por intenso bombardeio do Fortaleza, que criou muito mais chances de gol, mas parou em grandes defesas do goleiro Muriel, o Fluminense voltou a vencer após três jogos, com o gol de João Pedro, aos 41 do segundo tempo, após cruzamento de Caio Henrique e desvio de Nenê. Quatro minutos depois, Muriel evitou o gol de empate.

ENCURRALADO – O Fluminense foi amplamente dominado pelo Fortaleza, que fez mais que o dobro de finalizações (19 a 8), mas o goleiro gaúcho Muriel, irmão de Alisson – titular do Liverpool e da seleção brasileira -, se sobressaiu como o nome do jogo. Entre as defesas mais difíceis, ele caiu nos pés de Gabriel para evitar o empate aos 45 do segundo tempo.

QUATRO MESES – Foi a segunda vitória do Fluminense como visitante, depois de quatro derrotas e um empate. A única havia sido em 5 de maio, na Arena Grêmio, em jogo de duas viradas e com mais gols do atual campeonato: 5 x 4. O gol de João Paulo deu alívio ao time, que até poderia ter feito o segundo, aos 46, quando Yony Gonzalez acertou o travessão.

REBAIXAMENTO – Acumulando 10 derrotas e 3 empates, o Fluminense  soma 15 pontos e continuará entre os quatro últimos, mesmo que a Chapecoense, com 14, perca amanhã (8) para o CSA. O Cruzeiro, com 18, é o primeiro fora do rebaixamento, e o Fluminense precisa ganhar o jogo atrasado da próxima terça (10) com o Palmeiras. 

QUARTA DERROTA -O Fortaleza sofreu a nona derrota – quarta em casa – e ficou igual em pontos (21) ao arquirrival Ceará, que reagiu e empatou (2 x 2) em São Paulo com o Corinthians. Ambos com seis vitórias e três empates, mas o Ceará com saldo de um gol (21 a 20) e o Fortaleza com saldo negativo de quatro gols (21 a 25).

FORTALEZA – Felipe Alves, Tinga, Quintero, Jackson e Bruno Melo; Felipe, Gabriel Dias e Juninho (Osvaldo, 13 do segundo tempo); André Luis (Romarinho, 13 do segundo tempo), Wellington Paulista e Felipe Pires (Edinho, 36 do segundo tempo). Técnico – José Ricardo Mannarino. O Fortaleza termina o turno com o Bahia, domingo (15), em Salvador, e abre o returno com o Palmeiras, em São Paulo.

FLUMINENSE – Muriel, Gilberto, Nino, Digão e Caio Henrique; Airton (Yuri Lima, 7 do segundo tempo), Nenê e Ganso; João Pedro, Yony Gonzalez e Wellington Nem (Frazan, 44 do segundo tempo). Foi a primeira vitória do técnico Oswaldo de Oliveira, após a eliminação na Copa do Brasil e a derrota (1 x 0) para o CSA, ambos os jogos no Maracanã.

O Fluminense ainda tem dois jogos, o adiado da rodada 16 com o Palmeiras, e o último do turno com o Corinthians, domingo (15), no Maracanã. O jogo de abertura do returno será com o Goiás, no estádio Serra Dourada, em Goiânia.

TRÊS CARTÕES – Em jogo sem consulta ao VAR, o árbitro Wilton Sampaio, da Federação Goiana e da FIFA, teve mais uma excelente atuação. Só aplicou três cartões amarelos: Felipe, volante do Fortaleza, e Wellington Nem e Yony Gonzalez, que isolou a bola após marcação de falta. Coisa rara no Castelão é o anúncio de renda e público.

Foto: Fox Sports