CINCO VEZES CAMPEÃO, O FLUMINENSE SE CLASSIFICOU para o mata-mata da Copa São Paulo 2022 com uma rodada de antecedência, ao vencer o Fast Clube, de Manaus, único representante amazonense, na tarde desta 6ª feira (7), no estádio Hudson Ferreira, em Matão, município do Norte do estado de São Paulo, a 305 km da capital. O atacante Miguel Vinícius aproveitou a indecisão da defesa fastiana, e fez o gol do primeiro tempo aos 20 minutos.

ADMIRADOR DE CRISTIANO RONALDO E MBAPPÉ, Hudson Ferreira, de 19 anos, e com multa rescisória de R$270 milhões, explicou na volta do intervalo, que repetiu um pouco do estilo de comemorar gol de cada um: “São artilheiros que admiro muito”. O lateral Jhonny fez 2 x 0 aos 20, após receber lançamento do goleiro Tiago Gonçalves, e de tabelar com o meia Yago. O 3º gol foi do atacante John Kennedy, aos 30, convertendo pênalti de Tampico com o braço.

TIAGO GONÇALVES, Justen (Jhonny), Felipe, Davi e Jefté (Edinho); Alexsander (Marcos Pedro), Wallace (Alexander Jesus) e Yago; Mateus Martins (Natan), Miguel Vinícius e John Kennedy – o Fluminense, do técnico Eduardo Oliveira, com a 76ª vitória em 127 jogos, desde 2017, após três temporadas como coordenador do Botafogo. Já classificado para o mata-mata, o Fluminense cumpre tabela na última rodada, 2ª feira (10), com o já eliminado Matonense, último do Grupo 6.

O FLUMINENSE se classificou com uma rodada de antecedência, com duas vitórias, 4 gols e sem sofrer gol. Na vitória sobre o Fast, boa atuação do atacante Miguel Vinícius, autor do 1º gol; do lateral Jhonny, que entrou bem no 2º tempo e fez o 2º gol, e do meia Yago, filho do ex-atacante pernambucano Iranildo, hoje aos 45 anos, campeão brasileiro em 95 no Botafogo, e campeão carioca em 96, 99 e 2000 no Flamengo. Iranildo fez 34 gols em 282 jogos de uma boa carreira.

BOM LEMBRAR – Dos cinco títulos do Fluminense, o primeiro foi em 1971, na 3ª edição da Copa São Paulo, a primeira com a participação de equipes de fora. O Fluminense venceu o Botafogo por 4 x 3 nos pênaltis, na primeira decisão entre times da mesma cidade. Em 73, o Fluminense ganhou do Corinthians (2 x 0); em 77 e em 86, o Fluminense venceu a Ponte Preta (1 x 0 e 2 x 0), e em 89, campeão invicto, derrotando o Juventus, de São Paulo, por 1 x 0, gol de Sílvio, eleito melhor da Copinha.

O FAST CLUBE, com excelente trabalho de base do técnico amazonense Darlan Borges, de 47 anos, terá que vencer o Jacuipense, da Bahia, na última rodada, 2ª feira (10), para se classificar. Ambos têm 3 pontos, mas o time baiano, que hoje (7) goleou o Matonense por 4 x 0, leva vantagem no saldo de gols (3 x 2) sobre a equipe de Manaus. O Fast mereceu elogios pelas duas boas exibições e por valores como o meia Lúcio. 

VASCO DEVE SER 1º – Depois de golear o Lagarto, de Sergipe, por 5 x 1 na estreia, o Vasco deve confirmar amanhã (8) a classificação em 1º lugar do Grupo 24, com vitória sobre o Rio Claro, que estreou perdendo por 3 x 0 para o SKA Brasil. O jogo será no estádio municipal de Santana de Parnaíba, a 42 km da região metropolitana da capital paulista. A equipe vascaína é dirigida por Ígor Guerra, que mostra saber como manter os jogadores sempre muito motivados.

FLAMENGO PODE disparar outra goleada amanhã (8), no jogo com o Floresta, do Ceará, que na estreia perdeu para o paulista Oeste (3 x 0). Depois de 10 x 0 no Forte Rio Bananal, do Espírito Santo, o Flamengo é favorito ao 1º lugar do Grupo 29, que está sendo disputado na Arena Barueri, a 26 km da Praça da Sé, marco zero da capital paulista. O técnico paulista Fábio Mathias, de 42 anos, tem controlado bem a empolgação da equipe, após a maior goleada da Copinha.

BOTAFOGO E TAUBATÉ decidirão domingo (9) o 1º lugar do Grupo 14, no estádio Joaquinzão, no município de Taubaté, região do Vale do Paraíba, a 130 km da capital paulista. O Botafogo estreou bem, com 3 x 0 no Aparecidense, de Goiás, mas a derrota para o Petrolina por 1 x 0 obriga o time a vencer o Taubaté, com 4 pontos, que joga pelo empate. Se empatar ou perder, o Botafogo ficará fora do mata-mata, se o Petrolina vencer o já eliminado Aparecidense.

Foto: Reprodução