Escolha uma Página

Depois de quatro vitórias, mantendo-se 100%, o Fluminense foi o último a perder a invencibilidade em 2020 no Campeonato Carioca com a derrota (1 x 0) para o Boavista, na noite deste primeiro sábado (1) de fevereiro, no Maracanã, e pode perder também a liderança do Grupo B, se o Volta Redonda vencer a Portuguesa, segunda (3). O saldo do Fluminense é de 7 gols (9 a 2) e o do Volta Redonda, de 5 (8 a 3). No outro jogo do Grupo B, Madureira 0 x 0 Bangu.

O FLUMINENSE não repetiu a boa atuação do Fla-Flu, que ganhou com o gol de calcanhar de Nenê, e além de ter criado pouca situação de gol ainda foi falho na marcação, como no lance do gol, aos 14 do segundo tempo. O meia Jeferson driblou o lateral Orinho e fez o cruzamento rasteiro para Caio Dantas assinalar o gol que deu a terceira vitória ao Boavista, líder do Grupo A com 10 pontos, três à frente do Flamengo. 

CAIO DANTAS, autor do gol único da primeira noite de fevereiro no Maracanã, é santista, 26 anos, 1,77m, revelado em 2012-13 no Osasco Audax, na Grande São Paulo, e marcou o gol 26 em 108 jogos na carreira. Destaque do Cuiabá EC, que em 2019, invicto, ganhou o nono título dos últimos dez anos do campeonato mato-grossense, foi campeão da Copa Verde, mas não conseguiu subir à Série A do Brasileirão em 2020. Bom dizer: o Cuiabá EC foi fundado em 12/12/2001 pelo falecido atacante Gaúcho, ex-Flamengo e Palmeiras.

FLUMINENSE – Muriel, Gilberto, Mateus Ferraz, Digão e Orinho; Hudson, Yuri Lima (Mateus Alessandro, 13 do segundo tempo) e Yago Felipe; Gabriel Capixaba (Michel Araújo, 18 do segundo tempo), Miguel e Felipe Cardoso (Nenê, 28 do segundo tempo). Técnico – Odair Hellmann. Hudson foi advertido com o terceiro cartão amarelo, por falta dura em Fernando Bob, aos 25 do segundo tempo, e não disputará o próximo jogo com o Botafogo.

BOAVISTA – Klever, Wellington Silva, Douglas Pedroso, Elivelton e Jean; Fernando Bob, Jefferson, Erick e Tartá (Luis Soares, 33 do segundo tempo); Michel (Guilherme, 33 do segundo tempo) e Caio Dantas (Victor, 44 do segundo tempo). Técnico -Paulo Bonamigo, gaúcho de 59 anos, meio-campo de destaque do Grêmio nos anos 80-90.

ESTREANTE – O Fluminense promoveu a estreia do meia Michel Araujo, de 23 anos, 1,78m, canhoto, natural de Colônia do Sacramento, no sudoeste do Uruguai. Ele foi comprado por 800 mil dólares – R$3.400 mil – do Racing Club, de Montevidéu, um dos mais fracos dos 16 da primeira divisão uruguaia, em que nunca foi campeão. O Racing só ganhou oito títulos da segunda divisão, o último em 2008.

INSÍGNIA DA FIFA – Fluminense 0 x 1 Boavista teve atuação correta do militar Bruno Arleu Araújo, que completará 37 anos no próximo dia 14, e receberá segunda (3) a insígnia de árbitro da FIFA. Ele só fez três advertências com cartão amarelo: o do Boavista para o lateral Wellington Silva, e os do Fluminense para o apoiador Hudson e o meia Yago FelipeR$237.268,00. 9.425 pagantes.

JOGO DOS QUARTOS – Neste primeiro domingo (2) de fevereiro, o Botafogo – quarto do Grupo A com 6 pontos – receberá o Vasco – quarto do Grupo B com 4 pontos -, no estádio Nilton Santos. Segunda (3) o Flamengo fará o primeiro jogo do ano com o time completo, às 8 da noite, no Maracanã, com o Resende, quinto do Grupo B e um dos três ainda sem vitória, igual ao Bangu e ao Macaé. O Flamengo é o segundo do Grupo A, com 7 pontos, três a menos que o Boavista.

Foto: Lance