Escolha uma Página

A estreia do meia Paulo Henrique Ganso, camisa 10, é a novidade do Fluminense na abertura da Taça Rio, na noite desta sexta (22), no Maracanã, com o Bangu. O Fluminense é o sétimo time da carreira de Ganso, que viveu o apogeu  em 2010-11-12, quando foi tricampeão paulista e ganhou a Copa do Brasil, a Libertadores e a Recopa Sul-Americana pelo Santos, e no último ano ainda conquistou a Copa Sul-Americana pelo São Paulo.

FRACASSO NA EUROPA – Entre 2016 e 2019, Ganso não se saiu bem no Sevilha, equipe de porte médio da Espanha, em que atuou em 28 jogos e só marcou 7 gols, entre 2016 e 2019. Perdeu espaço pelo pouco rendimento e a lentidão, que desagradava os técnicos, principalmente o argentino Jorge Sampaoli, atualmente no Santos, que saiu para comandar a seleção na Copa de 2018. Ganso foi emprestado ao Amiens, time inexpressivo da França, que o devolveu após 13 jogos sem brilho e sem nenhum gol. 

INÍCIO EMPOLGANTE – Nascido em Ananindeua, município da região metropolitana de Belém, capital do Pará, Ganso é de 12 de outubro de 1989, quando completará 30 anos. Canhoto, 1,86m, fez o trabalho de base na Tuna Luso e no Paysandu, entre 96 e 2005, quando foi levado para o Santos, onde se profissionalizou, por outro meia paraense, Giovani, também revelado na Tuna, no ano em que Ganso nasceu. Giovani brilhou no Santos em 95-96 e saiu para o Barcelona, marcando 25 gols em 127 jogos, entre 96 e 99.O início de Ganso no Santos foi empolgante, com exibições de gala, gols belíssimos – a maioria de fora da área – e primorosas cobranças de falta, quase sempre no ângulo. Antes do tricampeonato paulista no Santos, ele não foi bem na seleção sub-20 em 2009, com 1 gol em 7 jogos, nem na sub-23, com 3 gols em 12 jogos; menos ainda na seleção principal, em que não marcou sequer um gol em oito jogos.

Fotos: Gazeta Esportiva , R7 Esportes , NetFlu , Terra , Fox Sports e Jornal de Uberaba

TIME DA ESTREIA – Animado com o desempenho na Taça Guanabara, sobretudo depois de eliminar o Flamengo, o técnico Fernando Diniz mostra-se ainda mais animado para a Taça Rio. Ele definiu o time para a estreia de hoje (sexta, 22) com Rodolfo, Gilberto, Digão, Mateus Ferraz e Marlon; Bruno Silva, Airton, Daniel e Ganso; Everaldo e Yony Gonzalez. O Fluminense só ganhou três vezes a Taça Rio, em 90, 2005 e 2018, e perdeu oito decisões.

BANGU SEM DOIS –O técnico Alfredo Sampaio escolheu Felipe para substituir o volante Serginho, negociado com o Petaling Java, da Malásia, e o atacante Bruno para substituir Rhainer, que fraturou um dedo do pé. Time: Jeferson, Kelvin, Michel, Anderson e Dieyson; Felipe, Josiel e Marcos Júnior; Robinho, Pingo e Bruno. O Bangu só ganhou uma vez a Taça Rio, em 87, derrotando o Vasco na decisão, e foi vice em 83, 85 e 2015.

TRÊS ANOS DEPOIS – Resende e Volta Redonda jogam às 16h30m, de hoje (sexta,22), no estádio do Trabalhador, em Resende, quarta cidade do sul do estado do Rio de Janeiro, a 175 km da capital. Há três anos, decidiram pela única vez a Taça Rio, ganha pelo Volta Redonda, em 15 de junho de 2016, em 15 de junho de 2016, diante de 373 pagantes (3 x 0, gols de Dija Baiano, Bruno Barra e Tiago Amaral). O técnico campeão foi Felipe Surian. O Resende era dirigido por Marcelo Cabo, hoje no CSA de Maceió.

PRIMEIRO CLÁSSICO – Botafogo e Vasco farão amanhã (23) o primeiro clássico da Taça Rio, às 19h30m, no estádio Nilton Santos. O Vasco é o maior vencedor da Taça Rio, que ganhou 10 vezes, três consecutivas em 92-93, quando venceu o Flamengo, em 98-99 e em 2003-04. As outras foram em 84, 2001 e 2017. O Vasco perdeu sete decisões.O Botafogo foi campeão sete vezes da Taça Rio, em 89, 97, 2007-08, 2010 e 2012-13, perdendo seis decisões. O Botafogo entra motivado pela classificação na Copa Sul-Americana, ao vencer (3 x 0) o Defensa y Justicia, na Argentina, e o Vasco, por passar de fase na Copa do Brasil, depois de ganhar invicto – 7 jogos, 7 vitórias – a Taça Guanabara.

ESTREIA DO FLAMENGO – Tentando campanha melhor, depois de ficar fora das finais da Taça Guanabara, o Flamengo estreia na Taça Rio domingo (24), às 17 horas, no Maracanã, com o Americano. O Flamengo ganhou oito vezes a Taça Rio – 83, 85-86, 91, 96, 2000, 2009 e 2011, perdeu sete decisões. O Americano de Campos só ganhou a Taça Rio em 2002, ao vencer o Vasco na decisão. A Taça Rio começou a ser disputada em 1982 e o primeiro campeão foi o América, que venceu o Botafogo na final.

FLAMENGO – Tentando campanha melhor, depois de ficar fora das finais da Taça Guanabara, o Flamengo estreia na Taça Rio domingo (24), às 17 horas, no Maracanã, com o Americano. O Flamengo ganhou oito vezes a Taça Rio – 83, 85-86, 91, 96, 2000, 2009 e 2011, perdeu sete decisões. O Americano de Campos só ganhou a Taça Rio em 2002, ao vencer o Vasco na decisão. A Taça Rio começou a ser disputada em 1982 e o primeiro campeão foi o América, que venceu o Botafogo na final.