As atenções do Fluminense não estão só no jogo da noite de hoje (18), em que poderá confirmar a classificação para o mata-mata das oitavas de final da Libertadores, bastando empatar com o Junior Barranquilla. O clube diz estar “muito atento à manobra do Flamengo nos bastidores”, a fim de levar a decisão do campeonato estadual, no próximo sábado (22), para Brasília, onde o público teria acesso ao estádio Mané Garrincha, após a prefeitura do Rio não autorizar torcedores na final no Maracanã.

O CLUBE E A NOTA – O Fluminense publicou em seu site a nota emitida pela Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro, em que a entidade afirma que ainda analisa a possibilidade da mudança. O clube exibe o teor da nota: “O departamento de competições da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro, com competência para definir o local dos jogos, analisa a possibilidade de mudança da praça da decisão do Campeonato Carioca”. 

O REGULAMENTO – O Fluminense diz estar muito claro no regulamento geral de competições, que os jogos decisivos do campeonato estadual devem ser no Maracanã, e cita: “Artigo 19 – Cabe ao clube mandante: I – A prerrogativa de indicar, a seu critério, o estádio no qual deseja realizar qualquer de suas partidas, exceto nas Finais do campeonato”. “Artigo 20 – As partidas deverão preferencialmente ser disputadas nos estádios indicados pelos clubes mandantes, salvo: VI – As partidas das Finais serão realizadas no estádio do Maracanã”.

EQUIPE COMPLETA – O Fluminense manterá no jogo da noite de hoje (18), no Maracanã, a equipe que iniciou o Fla-Flu do último sábado (15): Marcos Felipe, Calegari, Nino, Lucas Claro e Egídio; Martinelli, Yago e Nenê; Kayky, Fred e Luiz Henrique. O time defende a invencibilidade de 12 jogos, com nove vitórias, e de acordo com as circunstâncias do jogo, o técnico Roger Machado poderá poupar os que se sentem mais desgastados com a maratona.

MOTIVADO – Líder invicto do Grupo D, com 8 pontos – 2 vitórias, 2 empates, saldo de 2 gols (6 a 4) -, o Fluminense entra muito motivado para antecipar a classificação às oitavas de final, embora ainda tenha o jogo da rodada final com o Santa Fé, também no Maracanã. O Junior Barranquilla, terceiro com 3 pontos – 3 empates, 1 derrota, saldo negativo de 1 gol (4 a 5) -, joga a cartada decisiva, mas o técnico Luis Amaranto Perea não terá vários titulares, entre eles o artilheiro Miguel Borja.

DRAMA DO RIVER – Vice-líder invicto com 6 pontos – 1 vitória, 3 empates, saldo de 1 gol (4 a 3) -, o River espera autorização para inscrever jogadores porque só dispõe de 10 para o jogo de amanhã (19), em Buenos Aires, com o Santa Fé. Dos 20 infectados pela Covid-19, os quatro goleiros: Franco Armani, Enrique Bologna, German Lux e Franco Petrol. Domingo (16), no clássico (1 x 1) com o Boca, que venceu nos pênaltis, o técnico Marcelo Gallardo utilizou oito juniores, cinco de 17 anos.

Foto: Jornal Hoje em Dia