Escolha uma Página

O Fluminense abre hoje (22) a quinta rodada tentando a primeira vitória no terceiro jogo como visitante, depois de perder do Grêmio (1 x 0) e do Bragantino (2 x 1), em situação bem semelhante ao início da campanha de 2019, que terminou em décimo quarto lugar, posições em que se encontra, após quatro rodadas em 2020. Em 2019, o time começou perdendo para o Atlético Goianiense (2 x 1), no Maracanã, e para o Santos (2 x 1), na Vila. A primeira vitória, foi a mais expressiva que obteve (5 x 4, de virada), no Grêmio, em Porto Alegre, mas, na volta, perdeu (1 x 0) para o Botafogo.

MAIS SEIS – Na tarde de hoje (22), na Arena da Baixada, o Athletico Paranaense será o quarto dos seis adversários que o Fluminense terá na sequência, entre os que estão na Libertadores, depois de enfrentar Grêmio, Palmeiras e Internacional. E logo adiante, em duas rodadas consecutivas, jogará com mais dois, o São Paulo, na oitava, e o Flamengo, na nona. O último, bem mais à frente, o Santos, na décima oitava rodada. De permeio, o time jogará pela Copa do Brasil, como na próxima terça (25), no Maracanã, com o Figueirense.

MATA-MATA – O intervalo de três dias preocupa e mexe com a cabeça do Fluminense, tanto que o time volta ainda hoje (22) de Curitiba, em avião fretado, para ter mais tempo de descanso. A preocupação vai além porque depois de perder (1 x 0), em Florianópolis, o time precisa vencer por dois gols para passar de fase, ou levar a decisão da vaga aos pênaltis, se vencer só por um gol. Bom lembrar: em quatro jogos no Brasileiro 2020, o Fluminense só fez dois gols em um jogo, 2 x 1 no Internacional.

PROJEÇÃO – A preocupação, no entanto, não para por aí. O Fluminense foi eliminado da Sul-Americana pelo inexpressivo La Calera, do Chile, e se não passar de fase na Copa do Brasil, as contas ficarão ainda mais complicadas em um ano sem público. O Fluminense está contando com pelo menos 12 milhões nas fases da Copa do Brasil, mas o foco mesmo é mais à frente, nos quase 75 milhões de reais a que o campeão terá na conta. Uma alegria na mesma proporção do título.

Foto: Midiamax