O FLUMINENSE CAIU MAIS UMA POSIÇÃO e terminou a vigésima nona rodada em oitavo lugar, com a vitória do Corinthians por 1 x 0 sobre a Chapecoense, na noite de ontem (1). No primeiro dia da liberação de 100% da capacidade dos estádios de São Paulo, dezesseis meses após o surto da pandemia, a Arena Corinthians registrou o recorde do Campeonato Brasileiro de 2021, com 39.734 pagantes e mais de 41 mil presentes (R$2.267.484,60).

 COM O GOL DE ROGER GUEDES, AOS 52 MINUTOS do segundo tempo, o Corinthians assumiu o sexto lugar com 44 pontos, o Internacional caiu para o sétimo com 41, e o Fluminense para oitavo com 39 pontos, após duas derrotas consecutivas sem fazer gol. O Fluminense tem só 1 ponto a mais que o América Mineiro e o Cuiabá, que subiu quatro posições e terminou a rodada em décimo, ao vencer o Bragantino por 1 x 0, na noite de ontem (1).

O CORINTHIANS SÓ NÃO GANHOU DE GOLEADA porque o goleiro gaúcho Keiller, de 25 anos, 1,91m, emprestado pelo Internacional, teve atuação excepcional, com cinco defesas daquelas chamadas de milagrosas. Foram 20 finalizações do Corinthians, com domínio absoluto, enquanto seu goleiro Matheus Donelli, paulistano de 19 anos, 1,83m, que substituiu Cassio, suspenso, só fez duas defesas, em jogadas isoladas de contra-ataque da Chapecoense. 

DAS 11 VITÓRIAS DO CORINTHIANS, sexta como mandante, segunda por 1 x 0, mesmo placar do turno na Arena Chapecó. Um mês após completar 25 anos, o gaúcho Roger Guedes completou 5 gols em 11 jogos. A noite também foi alegre para o lateral Fagner, paulistano de 32 anos, por completar 428 jogos em 15 anos no Corinthians. A Chapecoense, em último e já rebaixada, só ganhou 1 dos 29 jogos e não fez gol em 11. Das 18 derrotas, nona fora de casa, quarta sem fazer gol. Defesa mais vazada (50) e segundo pior ataque (24), igual ao do Grêmio.

DEPOIS DE ASSUMIR O SEXTO LUGAR, O CORINTHIANS pode ficar só a 1 ponto do Fortaleza, quinto com 48, no confronto direto do próximo sábado (6), quando o bando de loucos promete voltar a lotar a Arena Corinthians. Os jogadores e o técnico Sylvinho lamentam não poderem disputar o título, mas garantem que dobrarão o empenho para conseguir a vaga direta na Libertadores 2022.

Foto: Lance!