Escolha uma Página

O FLUMINENSE terá que pedir a bênção a João de Deus e acreditar no milagre dos seis gols, para se classificar às oitavas de final da Copa Sul-Americana, na última rodada da fase de grupos, depois da atuação inoperante no 0 x 0 da noite de ontem (19) com o Union Santa Fé, na Argentina. O time teve o rendimento mais baixo dos cinco jogos, desde que o técnico Fernando Diniz assumiu.

O FLUMINENSE só fez três finalizações, nenhuma com perigo, e o goleiro Fábio evitou a derrota com a defesa mais difícil da noite. Na rodada final, o Fluminense não só terá que ganhar por seis gols, ou mais, do Oriente Petrolero, na Bolívia, mas também esperar que Junior Barranquilla e Union Santa Fé empatem na Colômbia. O Junior tem 10 pontos, saldo 6; o Union, 9 pontos, saldo 4, e o Fluminense, 8 pontos, saldo 1.

FÁBIO, Yago Felipe (Nonato), Nino, David Braz e Pineida (Caio Paulista); Wellington (Marlon), André, Nathan (Willian) e Ganso (Arias); Luiz Henrique e Cano – o Fluminense do 0 x 0, que o técnico Fernando Diniz tentou melhorar, utilizando as cinco substituições, sem que nenhuma tenha surtido efeito. 

SÃO PAULO CONFIRMOU A VAGA

EM SUA 11ª VITÓRIA CONSECUTIVA como mandante, o São Paulo confirmou a vaga para as oitavas de final da Copa Sul-Americana, com uma rodada de antecedência, com a vitória fácil sobre o Jorge Wilstermann, da Bolívia, por 3 x 0, na noite de ontem (19), diante de 17 mil torcedores no Morumbi. O volante Rodrigo Nestor foi o destaque com dois gols e com assistência para Patrick marcar o 3º, no 1º minuto do 2º tempo.

O SÃO PAULO SÓ PERDEU um dos últimos 12 jogos e o técnico Rogerio Ceni aproveitou outra chance para dar ritmo aos reservas, poupando os titulares para o clássico de domingo (22), na Arena Corinthians, pela 7ª rodada do Campeonato Brasileiro. 3º com 11 pontos, o São Paulo pode tirar o Corinthians, com 13, da liderança, ultrapassando o Atlético Mineiro, 2º com 12, que já jogou na rodada (1 x 1 com o Bragantino).

Foto: NE10 Interior