Escolha uma Página

Foto: Gazeta Esportiva

 

 

Não há motivo para que Vasco e Fluminense comemorem a permanência na Série A do Campeonato Brasileiro. Muito pelo contrário, deveriam se sentir envergonhados pela campanha ridícula que realizaram, salvando-se na última rodada. O Vasco não teve competência para ganhar sequer um jogo fora do Rio, ao terminar com o 0 x 0 da tarde de ontem (2), em Fortaleza. 

 

Foto: Carlos Gregório Júnior/Vasco

 

O Vasco – décimo sexto, 43 pontos – ficou só um ponto à frente do Sport, primeiro dos quatro últimos, mas com menos uma vitória. O Vasco não mostrou méritos para continuar na chamada elite do futebol brasileiro. Só se manteve, não por suas virtudes, mas pela falta de competência dos que foram rebaixados.

 

Das escassas 10 vitórias que conseguiu, todas foram como mandante, assim mesmo, quando vendeu o jogo do turno com o Corinthians para Brasília, acabou goleado (4 x 1). De seus oito empates como visitante, seis foram 1 x 1 e dois 0 x 0. Esteve longe da tradição histórica do futebol campeão do clube e o pior é que não há perspectiva para 2019.

 

802 MINUTOS – Como um time que faz parte da Série A do campeonato mais importante do país pode ficar tanto tempo sem fazer um gol. O Fluminense se despediu de 2018 com uma campanha vergonhosa, absolutamente vergonhosa, incompatível com a história do seu futebol de tantos títulos. 

 

A comemoração depois do 1 x 0 de ontem no Maracanã sobre o América Mineiro foi algo chocante, que beirou o ridículo. O Fluminense a que os tricolores de todas as épocas se habituaram jamais comemorou por não ser rebaixado, mas por ser finalista e ganhar títulos. Por isso, o Fluminense de hoje, que se apequena e se contenta com pouco, não é o Fluminense que os tricolores querem.