Escolha uma Página

O futebol do Fluminense, sem valores e sem técnica, mas com muitas falhas, como as do goleiro Muriel, em dois dos três gols, não deu sequer para chegar às oitavas de final da Copa do Brasil, ao ser eliminado na derrota (3 x 1) para o Atlético Goianiense, na noite desta quinta (24), no jogo de volta da fase de grupos, no Estádio Olímpico de Goiânia. O Atlético aproveitou bem a primeira falha de Muriel, aos 11 minutos, soltando a bola nos pés do meia Chico, livre para fazer 1 x 0.

ÚNICA BOLA – O Fluminense só mandou uma bola na direção do gol do Atlético Goianiense no primeiro tempo, a da cabeçada do zagueiro Lucas Claro, que empatou aos 49, após o escanteio de Egídio. Na volta do intervalo, acentuou-se a apatia do Fluminense e o Atlético Goianiense fez 2 x 1 aos 34, com o gol de Marlon Freitas, após Muriel rebater o chute de Janderson. Sem forças para buscar o empate, que o classificaria, o Fluminense sofreu o terceiro gol, que Mateus Vargas marcou aos 48.

CLASSIFICADOS – Jean, Dudu (João Victor), Eder, Gilvan e Nicolas (Natanael); Edson, Marlon e Chico (Mateus Vargas); Janderson, Hyuri (Junior Brandão) e Ferrareis (Mateuzinho) – o Atlético Goianiense, do técnico paulista Vagner Mancini, de 53 anos, classificado para as oitavas de final da Copa do Brasil, que havia disputado pela última vez em 2017 e em que sua melhor posição foi a chegada às semifinais em 2010. O Atlético volta ao Estádio Olímpico de Goiânia para o jogo de domingo (27) com o Botafogo, pela décima segunda rodada do Brasileiro.

ELIMINADOS – Muriel, Calegari, Nino, Lucas Claro e Egídio; Hudson (Yago Felipe), Dodi e Nenê; Michel Araújo (Felipe Cardoso), Luis Henrique (Ganso) e Wellington Silva (Fernando Pacheco) – o Fluminense, do técnico catarinense Odair Hellmann, de 43 anos, eliminado na fase de grupos da Copa do Brasil, mesmo com a vantagem do empate, após vencer (1 x 0) o primeiro jogo. O time volta ao Maracanã na próxima segunda (28) para o jogo da décima segunda rodada do Brasileiro com o Coritiba.

SETE CARTÕES – O árbitro Sávio Sampaio, de 35 anos, da Federação Brasiliense, teve atuação correta. Os advertidos com cartão amarelo foram Nicolas e Mateus Vargas, do Atlético Goianiense, e Egídio, Dodi, Nenê, Luis Henrique e o técnico Odair Hellmann, que logo após o jogo começou a ser atacado, com críticas pesadas, extensivas ao presidente do Fluminense. Irritados, os torcedores estão pedindo que o técnico seja demitido.

Fotos: Gazeta Esportiva, MARCOS SOUZA/NASCIMENTOSOUZAPRESS, Yahoo