Escolha uma Página

Nenhuma surpresa na eliminação do Fluminense da Copa Sul-Americana, sua única competição internacional de 2020. Nada de novo no 0 x 0 com o Unión La Calera, no Chile, depois do 1 x 1 no Maracanã. Mas, com certeza, vem coisa pior na sequência: a eliminação na Copa do Brasil; a ausência nas finais do Campeonato Carioca, e a participação, apenas como figurante, no Campeonato Brasileiro, sem incluir nova ameaça de rebaixamento.

NADA A ESPERAR – O Fluminense não conseguiu passar da primeira fase do torneio, que é a Série B da Libertadores. O Fluminense não conseguiu vencer, e só fez um gol em dois jogos com um time inexpressivo, sem história, sem tradição, que só ganhou dois campeonatos chilenos da terceira divisão, o último em 2000, e três campeonatos chilenos da segunda divisão, o último em 1985. O Fluminense não ganhou do Union La Calera. Vai ganhar de quem?

ARTILHEIRO – O Fluminense é um time fraco, inseguro na defesa, sem criatividade e sem o artilheiro que decide. A volta de Fred, apagado em 2019 no Cruzeiro, deveria ficar na lembrança dos seus bons tempos de goleador, que fez 172 gols em 288 jogos, de 2009 a 2016, quando ainda era possível vê-lo no auge da forma. Fred, aos 36 anos, não vai ajudar o Fluminense a se recuperar, e deveria, isso sim, evitar o desgaste do brilho de sua imagem.

O FLUMINENSE cometeu um equívoco ao contratar Nenê, aos 38 anos, desgastado, vivendo das bolas paradas, bem distante do seu último período de rendimento satisfatório, de 2015 a 2018 no Vasco, ao marcar 44 gols em 132 jogos. Ele ainda contava com a base do que conseguiu no PSG, que pode ser considerado seu período áureo, com os 52 gols que marcou em 113 jogos, entre 2010 e 2012.

AINDA BEM PIOR que a contratação de Nenê, foi a deGansoO meia teve a primeira fase boa, de 2008 a 2012 no Santos, com 36 gols em 126 jogos, e melhor ainda de 2012 a 2016 no São Paulo, 24 gols em 221 jogos. O declínio dele começou no Sevilha, de porte médio na Espanha, onde foi relegado à reserva. O pior foi seu empréstimo ao inexpressivo Amiens, simples figurante, que se esforça para não ser rebaixado na França.

O FLUMINENSE pouco fez e não conseguiu chegar à decisão da Taça Guanabara; o Fluminense foi eliminado na primeira fase da Copa Sul-Americana, sem competência para ganhar em dois jogos, e só marcar um gol, em casa, no inexpressivo Union La Calera, é o Fluminense que ainda tem nove meses para se reinventar, sob pena de terminar 2020 como um time que só acumulou erros e decepcionou torcedores que nunca lhe faltaram com o apoio.

Foto: Lucas Merçon/ Fluminense F.C.