O Fluminense completou cinco jogos sem vencer – três empates, duas derrotas -, mas saiu do rebaixamento, ao empatar (1 x 1)  no Maracanã, na noite desta segunda (15) com o Ceará, que chegou ao quarto jogo sem vitória – dois empates, duas derrotas – e teve um gol anulado pelo árbitro de video, aos nove do segundo tempo, por impedimento. Pedro fez o gol do Fluminense aos 40 e Tiago Alves o do Ceará aos 48, no vigésimo jogo do Brasileirão 2019 em que o placar foi definido no primeiro tempo. 

DUAS POSIÇÕES – O empate fez o Fluminense subir duas posições e terminar a décima rodada em décimo quinto com 9 pontos, igual ao Vasco e ao Cruzeiro em vitórias (2), empates (3) e derrotas (5), mas menos devedor no saldo de gols. O do Fluminense é de menos três (14 a 17); o do Vasco, que terminou a rodada em décimo sexto, é de menos sete (9 a 16), e o do Cruzeiro, que voltou ao rebaixamento, em décimo sétimo lugar, também é de menos sete (9 a 16). 

MAIS MOTIVADO – O clássico Vasco x Fluminense ganhou muito em motivação, na abertura da décima segunda rodada, no próximo sábado (20), às 11 horas, em São Januário, embora o vencedor, que chegaria aos 12 pontos, não possa subir mais de uma posição porque o Ceará está com 11 e o Fortaleza com 13.

IMPEDIMENTO – Na volta do intervalo, o atacante Mateus Gonçalves, que substituiu Rick, recebeu bela assistência do meia Tiago Galhardo, ganhou do zagueiro Nino na corrida e marcou o que seria o gol da virada (2 x 1). Mas,depois de quatro minutos de consulta ao VAR, o árbitro anulou o gol por impedimento do estreante Felipe, atacante emprestado pelo Santos, que realmente participou da jogada, tirando a chance da quarta vitória do vice-campeão cearense no Brasileirão 2019.

OS GOLS – Os times tiveram poucas chances e não souberam aproveitar, a não ser nos últimos minutos do primeiro tempo. O gol do Fluminense foi de Pedro, aos 40, após escanteio fechado batido por Daniel. Depois do leve desvio do zagueiro Nino, o atacante completou. O árbitro só confirmou depois da revisão do VAR. Nos acréscimos, aos 48, o zagueiro Tiago Alves, empatou com uma bela bicicleta, após escanteio, marcando seu primeiro gol no Brasileirão 2019.

FLUMINENSE – Agenor, Gilberto (Igor Julião, 29 do segundo tempo), Nino, Digão e Caio Henrique; Yuri (Marcos Paulo, 13 do segundo tempo) e Ganso; Yony Gonzalez, Pedro e João Pedro (Miguel, 42 do segundo tempo). Técnico- Fernando Diniz. O time completou cinco jogos sem vitória: 2 x 3 Bahia, 0 x 3 Atlético Paranaense, 0 x 0 Flu-Fla, 1 x 1 Chapecoense e 1 x 1 Ceará. A  última vez que venceu foi na quinta rodada, 4 x 1 no Cruzeiro, no Maracanã.

CEARÁ – Diogo Silva, Samuel Xavier, Tiago Alves, Valdo e João Lucas; Fabinho, Ricardinho, William (Fernando Sobral, 25 do segundo tempo) e Tiago Galhardo (Felipe Baxola, 37 do segundo tempo); Rick (Mateus Gonçalves, intervalo) e Felipe. Técnico – Enderson Moreira. O time completou quatro jogos sem vitória: 0 x 1 Santos, 0 x 0 Bahia, 0 x 1 Vasco e 1 x 1 Fluminense. A última vez que venceu foi na sexta rodada, 2 x 1 no Avaí, em Florianópolis. Próximo jogo, sábado (20), com o Palmeiras, em Fortaleza.

GANSO FORA – O primeiro cartão amarelo do segundo tempo, aos 16 minutos, tirou Ganso do jogo de sábado com o Vasco. Ele se envolveu em discussão com o goleiro Diogo Silva e ambos foram bem advertidos pelo árbitro Douglas Flores, da Federação Paulista, que teve boa atuação. O apoiador Fabinho, do Ceará, recebeu o único amarelo do primeiro tempo, aos 15, por falta em Daniel, e o quarto e último amarelo do jogo foi para o zagueiro Nino, do Fluminense, aos 39, por falta em Mateus Gonçalves.R$650.145,00. 21.810 pagantes.

Foto: reprodução