O Fluminense outra vez deixou claro que não tem poder ofensivo para decidir, mesmo como mandante, ao ficar no 1 x 1 com o Palmeiras, que saiu na frente, na noite de ontem (12), no Maracanã. Foi o primeiro gol em dois jogos, depois da derrota para o Grêmio, com a tendência de que assim continue enquanto não chegarem reforços. Luiz Adriano fez o gol do Palmeiras aos 15 e Evanilson o do Fluminense aos 39, sem que os times produzissem mais no segundo tempo para alterar o resultado final.

LUIZ ADRIANO aproveitou a velocidade e marcou seu oitavo gol na temporada, infiltrando-se entre os zagueiros e finalizando no cantinho, sem chance para o goleiro Muriel. Com a saída de Fred, aos 32, Marcos Junior melhorou um pouco o rendimento, tornando o time mais veloz, e deu a assistência para o sétimo gol de Evanilson, aos 39, contando com o desvio no zagueiro Luan, que tirou a chance do goleiro reserva Jailson. Na volta do intervalo, os times deixaram o pouco futebol que tinham no vestiário.

FLUMINENSE – Muriel, Igor Julião, Lucas Claro, Nino e Egídio; Dodi, Yago Felipe (Ganso), Michel Araújo e Nenê (Luis Henrique); Evanilson (Wellington Silva) e Fred (Marcos Paulo). O técnico Odair Hellmann terá muito trabalho na sequência do campeonato para melhorar um time fraco e sem força ofensiva. Nenê, Ganso e Fred, que voltou como titular e saiu sentindo a coxa, nada mais acrescentam a um time nada inspirado, sem velocidade e sem poder de decisão

PALMEIRAS – Jailson, Marcos Rocha, Luan, Victor Hugo e Viña; Bruno Henrique (Ramires), Gabriel Menino (Patrick de Paula) e Raphael Veiga (Lucas Lima); Zé Rafael (Gustavo Scarpa), Rony (Willian) e Luiz Adriano. O técnico Vanderlei Luxemburgo tirou parte da força do time com as mudanças que efetuou, mas ainda assim o Palmeiras se apresentou um pouco melhor.

CINCO CARTÕES – Rafael Traci, da Federação Catarinense, marcou 51 faltas, 25 no primeiro tempo (30 do Fluminense), e advertiu com cartão amarelo Luan, Rony e Scarpa, do Palmeiras, e Fred e Wellington Silva, ambos por reclamação. O Fluminense volta ao Maracanã, domingo (16), para o jogo com o Internacional, visitante que estreou vencendo (1 x 0) o Coritiba, e joga hoje (13), em Porto Alegre, com o Santos. O Palmeiras recebe sábado (15) o Goiás, que estreou perdendo (2 x 1) para o Athletico, na noite de ontem (12), em Curitiba.

Foto: A Gazeta