O Fluminense fez 1 x 0 aos 13 minutos, com o primeiro gol do atacante Luis Henrique em 14 jogos como profissional, mas o Ceará empatou aos 42 com o gol contra do volante Hudson, e levou a virada na volta do intervalo com o gol de Viña, após falha do zagueiro Digão no domínio da bola. O Fluminense só conseguiu escapar da derrota aos 47, com o primeiro gol em seis jogos do lateral Danilo Barcelos, e termina a rodada em sexto com 26 pontos. O Ceará, décimo segundo com 19, pode cair três posições, se Vasco, Botafogo e Corinthians, com 18, vencerem.

SEIS SEM PERDER – O Fluminense completou seis jogos sem perder, mas nessa curta invencibilidade o time não tem conseguido jogar tão bem nem manter a regularidade. A apresentação de ontem (17), no Maracanã, no segundo empate consecutivo, foi das piores que o time fez como mandante, evidenciando falhas inaceitáveis, como no lance do segundo gol, com erro terrível do zagueiro Digão. O Fluminense perdeu a chance ficar entre os quatro primeiros, depois que o São Paulo empatou com o Grêmio.

FLUMINENSE – Muriel, Igor Julião, Nino, Digão e Danilo Barcelos; Hudson (Caio Paulista), Dodi e Nenê (Ganso); Yago Felipe (André e depois Felipe Cardoso), Fred e Luis Henrique (Marcos Paulo). Técnico – Odair Hellmann. O Fluminense é sexto com 26 pontos em 17 jogos – 7 vitórias, 5 empates, 5 derrotas, saldo de cinco gols (25 a 20) – e voltará ao Maracanã para o próximo jogo, domingo (25), com o Santos.

CEARÁ – Fernando Prass, Fabinho, Tiago, Eduardo Brock e Bruno Pacheco; Pedro (Leandro), Charles e Fernando Sobral; Vinícius (Lima), Leo Chu (Kelvin) e Rafael Sobis (Cleber). Técnico – Guto Ferreira. Com 19 pontos em 16 jogos  5 vitórias, 4 empates, 7 derrotas, saldo negativo de quatro gols (19 a 23) -, o Ceará pode sair do décimo segundo lugar, em caso de vitória do Vasco, Botafogo e Corinthians, que estão com 18 pontos.

CHANCE PERDIDA – O Atlético Goianiense jogou com 10 desde os 19 do primeiro tempo pela expulsão do volante William Maranhão, que deu um tapa na cara do atacante Carlos Eduardo, mas o Athletico Paranaense só conseguiu empatar. O atacante Zé Roberto fez o gol do Atlético Goianiense aos 46, completando com o peito o cruzamento do zagueiro João Victor, e no segundo tempo, o meia Leo Cittadini, empatou aos 18, após cruzamento do lateral Natanael. 

ATLÉTICO GOIANIENSE, com 22 pontos em 17 jogos – cinco vitórias, 5 derrotas, 7 empates, saldo negativo de 4 gols (17 a 21) – só desce uma posição ao final da rodada, se neste domingo (18) o Fortaleza, com 21 pontos, vencer o Palmeiras. ATHLETICO PARANAENSE, com 16 pontos em 17 jogos – 4 vitórias, 8 derrotas, 4 empates, saldo negativo de 5 gols (12 a 17) – terminará a rodada como primeiro dos quatro últimos, em décimo sétimo lugar.

Foto: Lance!