Tal como na estreia com o São Paulo, no Morumbi, o Fluminense não saiu do 0 x 0 em 10 jogos do Brasileiro de 2021, em que só conseguiu fazer mais de um gol no jogo da terceira rodada com o Bragantino (2 x 2), também como visitante. No 0 x 0 da noite de ontem (7), no estádio de São Januário, o Fluminense voltou a criar pouco e o pouco que criou não valeu nada porque parou em duas boas defesas do goleiro do Ceará. 

TIME LIMITADO – Os números mostram, a cada jogo, que o Fluminense é um time limitado, quando muito, de meio de tabela, sem condições de chegar a nível mais elevado. Dos 10 primeiros, único com saldo negativo de gols (8 a 9). Só fez um gol em seis dos dez jogos. Voltar a ser campeão brasileiro, nem pensar. Chance na Libertadores, a partir da próxima semana, quase zero. Vaga na Sul-Americana, de bom tamanho. O clube continua grande, mas o futebol do clube…

UMA POSIÇÃO – Não foi apenas Fred, que pediu substituição aos 19 minutos do primeiro tempo, ao sentir o músculo da coxa, sem que se saiba quanto tempo ficará fora, que o Fluminense perdeu no 0 x 0 com o Ceará. O time poderá perder mais uma posição, se hoje (8), no encerramento da rodada, o visitante Corinthians vencer a Chapecoense. O Fluminense ficaria igual em pontos ao Corinthians, que está zerado (7 a 7), mas o superaria no saldo de gols.

LÍDER POR UMA VITÓRIA – Com direito ao gol mais rápido dos sete anos do Allianz Parque, marcado pelo meia Raphael Veiga aos 15 segundos, nos 2 x 0 da noite de ontem (7) sobre o lanterna Grêmio, o Palmeiras tirou o Bragantino da liderança por uma vitória (7 a 6), primeiro item de desempate, ao ficarem iguais em 22 pontos. O outro gol foi do ala Gabriel Menino, ainda no primeiro tempo, aos 27 minutos.

O DRAMA DO GRÊMIO – Dois pontos ganhos dos 24 disputados; só 4 gols marcados em 8 jogos. Sexta derrota sofrida na noite de ontem (7). Nomes cogitados, mas sem definição do novo técnico, é o drama do Grêmio, tetracampeão gaúcho, no Brasileiro 2021. O Grenal de sábado (10), na Arena Grêmio, pode reabilitar um ou outro, ou afundar mais os dois. Há oito jogos o Inter não vence…em casa… e há quatro em lugar nenhum…

ALELUIA! SÃO PAULO VENCEU! – Depois de cinco empates e quatro derrotas, eis que o São Paulo voltou a vencer, e não fez por menos, na casa do Internacional, e saiu do rebaixamento. O argentino Rigoni iniciou o show na Arena Beira Rio com um minuto e Igor Gomes não esperou mais que oito minutos para fazer o segundo gol, com um belo voleio. O São Paulo é décimo sexto com 8 pontos; o Internacional sofreu a quarta derrota, mas não saiu do décimo quarto com 10.

ÚNICO INVICTO – O Bragantino só perdeu a liderança, mas é o único invicto, com 6 vitórias, 4 empates, e o ataque mais positivo (20), depois do 1 x 1 da noite de ontem (7) com o Cuiabá, um dos três sem vitória. Foi o quarto empate do Bragantino em casa, onde só venceu (3 x 1) o Palmeiras, que o tirou da liderança. Visitante, ganhou de virada do Corinthians, Flamengo e São Paulo, e da Chapecoense, mas, em casa, não conseguiu vencer Bahia, Fluminense e Cuiabá. Não é preciso recorrer a Freud. O técnico Maurício Barbieri é inteligente, pode explicar.

Foto: Metrópolis