O Santos repetiu o placar da estreia, quando ganhou de virada (2 x 1) do Grêmio, em Porto Alegre, e impôs a segunda derrota ao Fluminense, na noite desta quinta (2), na Vila Belmiro, com todos os gols no segundo tempo. O Santos subiu seis posições e terminou a rodada em terceiro, com seis pontos, igual ao líder São Paulo e ao vice-líder Atlético Mineiro, que o superam pelo saldo de gols. O Fluminense, com a segunda derrota, terminou em penúltimo, na frente do lanterna Vasco também pelo saldo.

CHANCES IGUAIS – O primeiro tempo foi morno e poucas chances, que Santos e Fluminense não souberam aproveitar. As duas do Santos, de Eduardo Sasha e Carlos Sanchez, que no segundo tempo acabaram marcando os gols da segunda vitória do time do técnico argentino Jorge Sampaoli. A melhor oportunidade que o Fluminense perdeu foi com Luciano, que chegou atrasado para aproveitar o bom cruzamento rasteiro do lateral Gilberto.

EM OITO MINUTOS – Na volta do intervalo o Santos foi um time mais ativo e definiu o jogo em oito minutos. Eduardo Sasha fez seu segundo no campeonato, acertando o ângulo esquerdo, após jogada de Rodrygo, que atrasou sob medida para a finalização. Jean Mota quase fez o segundo aos 26, acertando a trave de fora da área, e o gol da vitória, aos 27, foi do uruguaio Carlos Sanchez, aproveitando bem o rebote do goleiro, depois do chute de Diego Pituca na trave. O Santos poderia até ter ampliado, mas o goleiro Rodolfo fez boas defesas em chutes de Jorge, aos 32, e de Rodrygo, aos 37.

TEVE VONTADE – O único mérito do Fluminense, após sofrer os dois gols, foi o de não ter se deixado abater. O time teve vontade e perseguiu o gol, que conseguiu aos 39, em cabeçada de estilo do atacante Pedro, que se antecipou bem ao zagueiro Gustavo Henrique. Foi o único gol do Fluminense na segunda derrota consecutiva, após o 1 x 0 do último domingo (28) de abril no Maracanã. O time ainda chegou a tentar o empate, mas o Santos soube manter a segunda vitória.

SANTOS – Vanderlei, Lucas Veríssimo, Aguilar (Victor Ferraz), Gustavo Henrique e Jorge; Diego Pituca, Jean Mota (Jean Lucas) e Carlos Sanchez; Eduardo Sasha, Rodrygo e Soteldo. Técnico – Jorge Sampaoli. O Santos jogará na terceira rodada, domingo (5), em Maceió, com o CSA. Eduardo Sasha passou a ser o quinto artilheiro do Brasileirão 2019, dividindo com dois gols com Bruno Henrique (Flamengo), Everaldo (Chapecoense) , Zé Rafael (Palmeiras) eRicardo Bueno (Ceará).

FLUMINENSE – Rodolfo, Gilberto, Mateus Ferraz, Nino e Caio Henrique; Airton (Pedro), Bruno Silva e Allan (Pablo Dyego); Everaldo, Luciano e Yony Gonzalez (Leo Arthur). Técnico – Fernando Diniz. O Fluminense jogará domingo (5), em Porto Alegre, com o Grêmio, outro tricolor que também ainda não ganhou (1 x 2 com o Santos e 1 x 1 com o Avaí).  

CINCO AMARELOS – Santos 2 x 1 Fluminense teve boa arbitragem de Wilton Pereira Sampaio, da Federação Goiana, que advertiu cinco com cartão amarelo: Diego Pituca, Rodrygo e Soteldo, do Santos, e Airton e Allan, do Fluminense. R$294.075,00. 10.564 pagantes na Vila Belmiro.

Foto: Diário do Peixe