O Fluminense conseguiu perder (1 x 0) dos reservas do Grêmio, no único jogo da tarde nublada deste último sábado (29), de setembro, no estádio Nilton Santos, e pode cair duas posições, se Botafogo, Atlético Paranaense ou Santos vencerem, na sequência da vigésima sétima rodada do Brasileirão 2018. O gol foi do atacante Everton, aos 47 do segundo tempo, o primeiro de calcanhar que marcou na carreira, após passe de Thonny Anderson nas costas do zagueiro Digão.

QUARTA EM CASA – Com a décima primeira derrota – quarta em casa, sem fazer gol -, o Fluminense segue com 34 pontos – 9 vitórias, 7 empates, 11 derrotas, saldo negativo de seis gols (26 x 32) – e pode cair duas posições, terminando a rodada em décimo terceiro, se o Botafogo (32) vencer o São Paulo e houver um vencedor em Santos (33) x Atlético Paranaense (33). Foi a vigésima sexta derrota do Fluminense no estádio Nilton Santos, depois de 47 vitorias e 31 empates em 104 jogos.

QUINTA FORA – O Grêmio ganhou pela quinta vez como visitante, a quarta por 1 x 0, como havia vencido Cruzeiro, Ceará e Corinthians. A outra vitória (2 x 0) foi sobre o Bahia. Com 50 pontos em 27 rodadas – 14 vitórias, 8 empates, 5 derrotas, 35 gols marcados e 14 sofridos -, o Grêmio depende de tropeço do Flamengo (48) no jogo desta noite em Salvador com o Bahia, e do Internacional (50) para subir duas posições.

PRIMEIRA VEZ – O técnico Marcelo Oliveira ouviu, sem merecer, o primeiro coro de burro dos torcedores, ao substituir o meia equatoriano Sornoza, que não estava bem e já demonstrava cansaço, por Kayke, aos 37 minutos. Antes, o treinador teve que colocar Mateus Norton no lugar de Léo, contundido após falta dura do lateral Marcelo Oliveira, e abriu mão dos três zagueiros para jogar com três atacantes, ao tirar Gum e escalar Marcos Júnior aos 18 minutos do segundo tempo.

AUTOR DO GOL – Everton foi dos poucos titulares do Grêmio e assim mesmo só entrou aos 19 do segundo tempo no lugar de outro suplente, o meia Pepê. O time gaúcho se apresentou melhor na volta do intervalo, depois de errar muitos passes. A jogada de Thonny Anderson no lance do gol, aos 47 do segundo tempo, mereceu elogios do técnico Renato Gaúcho. O passe nas costas do zagueiro Digão para Everton decidir o jogo foi realmente inteligente.

ARBITRAGEM – Raphael Claus, da Federação Paulista e da Fifa, teve atuação firme e invalidou bem o gol de Thaciano, aos 42 do primeiro tempo, porque o meia do Grêmio usou a mão. R$152.190,00. 7.922 pagantes. Por causa do jogo de volta da Sul-Americana, quinta (4) com o Cuenca, o Fluminense só voltará a jogar pelo Brasileirão na segunda (8), às 20 horas, com o Paraná, novamente no estádio Nilton Santos. O Grêmio jogará no próximo sábado (6) com o Bahia, na Arena Grêmio.

Foto: Fox Sport