O goleiro Agenor, do Fluminense, foi expulso aos 20 do segundo tempo, por se adiantar na cobrança do pênalti batido pelo atacante Arthur, do Bahia, ao receber o segundo cartão amarelo, seguido do cartão vermelho, do árbitro Igor Benevenuto, da Federação Mineira, na derrota (3 x 2) da noite de ontem (26), na Arena Fonte Nova, em Salvador. Minutos depois, o técnico Fernando Diniz também foi advertido com cartão amarelo.

BEM MELHOR – O Bahia se apresentou bem melhor que o Fluminense e já saiu para o intervalo ganhando (2 x 1). Arthur marcou o primeiro gol aos 16, em contra-ataque de altíssima velocidade, mas três minutos depois, Pedro empatou, convertendo o pênalti do lateral Nino no colombiano Yony Gonzalez, aos 19. Aos 30, o goleiro Agenor tentou sair jogando e perdeu a bola para o atacante Gilberto, que fez Bahia 2 x 1.

EM 10 MINUTOS – O Fluminense voltou do intervalo com duas substituições: Marcos Paulo no lugar do volante Yuri, e Ganso no lugar de Leo Arthur. O técnico se viu forçado a tirar um jogador – Pedro, aos 22 do segundo tempo -, para a entrada do goleiro reserva Rodolfo, após a expulsão de Agenor. O Bahia ampliou a vantagem com o gol de Gilberto, na cobrança do pênalti, aos 24,  e o Fluminense só diminuiu com o gol de João Pedro aos 34, no rebote do goleiro após falta rasteira de Ganso.

BAHIA – Douglas Friedrich, Nino, Ernando, Lucas e Moisés; Douglas, Gregore e Ramires (Elton); Arthur, Gilberto (Fernandão) e Arthur Caíke (Elber). Em sua terceira vitória em casa, o Bahia repetiu o placar (3 x 2) da estreia, na virada sobre o Corinthians. O time do técnico gaúcho Roger Machado subiu três posições e terminou a rodada em oitavo, com 10 pontos. O próximo jogo será com o Grêmio, sábado (1 de junho), no estádio do Pituaçu porque a Fonte Nova está entregue à organização da Copa América.

FLUMINENSE – Agenor, Gilberto, Mateus Ferraz, Nino e Caio Henrique; Yuri (Marcos Paulo), Daniel e Leo Arthur (Ganso); Yony Gonzalez, Pedro (Rodolfo) e João Pedro. O time não conseguiu manter o desempenho das duas goleadas consecutivas (4 x 1) sobre o Cruzeiro e o Nacional, da Colômbia. O técnico Fernando Diniz não escondeu o aborrecimento com muitos passes errados. Nos três jogos restantes, antes da Copa América, o time será visitante domingo em Curitiba com o Atlético e depois com a Chapecoense. O último jogo no Rio será dia 8 com o Flamengo.

SEIS CARTÕES – O goleiro Agenor foi advertido com dois amarelos, seguido do vermelho em sua expulsão aos 20 minutos do segundo tempo. Os outros cartões do Fluminense foram para o zagueiro Nino e o volante Yuri. O lateral Moisés e o atacante Arthur foram os advertidos do Bahia. O árbitro Igor Benevenuto, da Federação Mineira, teve atuação correta.

Foto: UOL Esporte