Escolha uma Página

A LDU SÓ PRECISA do empate, na próxima 5ª feira (29), no Maracanã, para ganhar pela terceira vez a Recopa Sul-Americana, depois de vencer o Fluminense, com atuação apagada, por 1 x 0, na noite de ontem (22), no estádio Casa Blanca, em Quito. O gol foi do estreante Alex Arce, atacante paraguaio de 28 anos, artilheiro e campeão da 2ª divisão argentina de 2023, com 26 gols em 32 jogos, comprado do Independiente Rivadávia, após quase acertar com o Cruzeiro no final de 2003.

EMBORA COM muito mais chances da LDU, que fez 24 finalizações perigosas, seis de fora da área, e pouco deixou o Fluminense sair do próprio campo, a não ser em contra-ataques mal articulados, o jogo caminhar para o 0 x 0, quando Piovi bateu falta, e a bola foi desviada na pequena área por Alex Arce, no canto esquerdo, aos 47 minutos do 2º tempo. A revisão do VAR mostrou que o pé do zagueiro Tiago Santos dava condição ao atacante da LDU.

A PRIMEIRA REVISÃO DO VAR foi logo aos 7 minutos, quando Cano foi tocado no ombro pela mão direita do zagueiro Quiñonez, mas o árbitro colombiano Andrés Rojas não confirmou o pênalti. Marcelo, que havia feito o lançamento longo para Cano, sentiu dores na perna e foi o primeiro a ser substituído, entrando Diogo Barbosa, aos 13 minutos. O primeiro cartão amarelo foi para o técnico Fernando Diniz, aos 16 minutos, ao reclamar com o árbitro pela não marcação do pênalti.

A MAIORIA DOS JOGADORES do Fluminense demonstrou sentir os efeitos da altitude de 2.850 metros de Quito, antes mesmo de saírem para o intervalo. No 2º tempo, Felipe Melo sentiu o tornozelo e foi substituído por Marlon, aos 10 minutos, quando também Keno, esgotado, saiu para a entrada de Diego Costa. Nas duas últimas mudanças, aos 23, saíram Ganso e Cano, entrando Lima e Lelê.

O FLUMINENSE não deu sequer um chute na direção do gol no 1º tempo, enquanto a LDU esteve mais perto de abrir o placar em duas finalizações do volante Piovi, capitão do time, e outras duas do meia Zambrano. O zagueiro Tiago Santos quase marcou gol contra, ao atrasar mal a bola para o goleiro Fabio, que salvou sobre a linha. Houve duas quedas de energia elétrica no estádio, ambas durante dois minutos. Não foi anunciado o público presente, mas o Casa Blanca não estava lotado.

FLUMINENSE – Fabio, Guga, Tiago Santos, Felipe Melo (Marlon) e Marcelo (Diogo Barbosa); André, Martinelli e Ganso (Lima); Arias, Cano (Lelê) e Keno (Diego Costa). O Fluminense precisa vencer por dois gols; se ganhar por um gol, dois tempos de 15 minutos de prorrogação, e persistindo o empate, pênaltis. A LDU tem a vantagem do empate, independente do placar.

O FLUMINENSE deverá poupar alguns titulares para o Fla-Flu de invictos, que pode decidir a Taça Guanabara dominngo (25), entre eles Marcelo, substituído com dores na perna, e Ganso, com o desgaste provocado pela altitude. Apesar da importância do Fla-Flu, o Fluminense deverá dar descanso à maioria dos titulares, preservando-os para o jogo de volta com a LDU, que vale o título inédito da Recopa Sul-Americana.

Fotos: Marcelo Gonçalves/FFC, reprodução e Franklin Jacome/Getty Images