DEPOIS DE QUEBRAR O JEJUM de 15 anos sem o título carioca – era o time há mais tempo sem ser campeão no Brasil -, o Fluminense estreia na noite de hoje (19), no Maracanã, com o Vila Nova, de Goiânia, pensando em encerrar o jejum ainda mais longo de 15 anos sem a Copa do Brasil, que ganhou pela única vez em 2007. 

A TERCEIRA FASE, disputada em jogos de ida e volta, classifica o vencedor para as oitavas de final da Copa do Brasil, em que só o campeão tem vaga assegurada na Libertadores do ano seguinte. Mas esta não é a única das motivações dos participantes, de vez que a premiação aparece como grande atrativo.

A CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE FUTEBOL aumentou de R$56 milhões para R$60 milhões o prêmio do campeão, que poderá chegar aos R$80 milhões, com a soma das fases anteriores. Agora mesmo nesta terceira fase, Fluminense ou Vila Nova ganhará R$1.900 mil, e se passar das oitavas de final, receberá R$3 milhões. 

COM O DESGASTE na Copa Sul-Americana e no Brasileiro, o Fluminense deve escalar uma equipe alternativa, embora o técnico Abel Braga não tenha confirmado quais os jogadores a serem poupados. O Fluminense voltará sábado (23) ao Maracanã para o jogo da terceira rodada com o Internacional.

Foto: Sportbuzz / UOL