NO SOB E DESCE CONSTANTE de sua campanha irregular, o Fluminense voltou a vencer neste domingo (19), depois de ganhar do campeão Atlético Mineiro, no jogo com mais gols da Série A de 2022 (5 x 3), e de ficar dois jogos sem marcar, na derrota para o Atlético Goianiense por 2 x 0 e no 0 x 0 com o América Mineiro. A vitória por 2 x 0 sobre o Avaí, no Maracanã, mostrou o time um pouco mais entrosado.

O FLUMINENSE abriu o placar logo aos 5 minutos, com o 5º gol de German Cano, que se igualou ao colombiano Stive Mendoza, do Ceará, na vice-artilharia, com menos quatro gols que outro argentino, Jonathan Calleri, do São Paulo, que joga nesta 2ª (20) com o líder Palmeiras. O 2º gol foi o 1º de Mateus Martins como profissional no Maracanã, aos 27 do 2º tempo, desviando na saída do goleiro Vladimir.

O FLUMINENSE poderia ter conseguido vitória mais ampla, mas o lateral-direito Samuel Xavier fez o mais difícil, ao acertar três vezes a trave e o travessão. Na saída do estádio, ele ouviu a cobrança do filho: “Por que só chuta na trave e não faz gol?”. Fluminense 2 x 0 Avaí teve arbitragem segura de Rodolfo Toski Marques, da Federação Paranaense. R$396.462,00. 14.207 pagantes, em noite fria no Maracanã.

FÁBIO, Samuel Xavier, Nino, Manoel e Caio Paulista; Nonato (Wellington), André e Ganso (Martinelli); Jhon Arias (Willian), German Cano (Mateus Martins) e Luiz Henrique (Pineida), o Fluminense do técnico Fernando Diniz, 6º com 18 pontos, que pode descer uma posição, se nesta 2ª (20), o São Paulo, 9º com 18, vencer o Palmeiras. O São Paulo se igualaria com 5 vitórias e superaria o Fluminense no saldo de gols.

ANTES DO CLÁSSICO DA 14ª RODADA com o Botafogo, domingo (26), no estádio Nilton Santos, o Fluminense voltará 5ª feira (23), ao Maracanã, para o jogo de ida do mata-mata das oitavas de final da Copa do Brasil com o Cruzeiro. Bom dizer: o Cruzeiro, atual líder da Série B, é o maior vencedor da Copa do Brasil com seis títulos. O Fluminense só venceu uma.

Foto: Agencia Brasil