Em queda livre no Campeonato Brasileiro, o Fluminense sofreu neste domingo (8) a terceira derrota consecutiva por 1 x 0 para o América Mineiro, no estádio Independência, em Belo Horizonte, depois de perder para o Grêmio no Maracanã e para o Palmeiras no Allianz Parque. A quinta derrota, terceira como visitante, todas por 1 x 0, fez o Fluminense cair mais uma posição e terminar a décima quinta rodada em décimo terceiro com 17 pontos e saldo negativo de 3 gols (10 a 13).

MUITO MAL – O Fluminense voltou a jogar muito mal, sem criatividade, sem finalização e sem exigir defesa do goleiro Mateus Cavichiolli. As cinco substituições feitas pelo técnico Roger Machado em nada contribuiram para melhorar o rendimento do time, que até piorou quando Ganso substituiu Yago e Cazares entrou no lugar de Nenê. A equipe precisa melhorar muito para não continuar em queda livre no Campeonato Brasileiro e avançar na Copa Libertadores.

GOL PAULISTA – O América Mineiro voltou a vencer depois de cinco jogos, mas não saiu do rebaixamento, décimo sétimo com 14 pontos, após a terceira vitória em quinze jogos, segunda em casa, depois de 2 x 0 no Santos. O gol único foi do paulistano Ademir, atacante de 26 anos, que aproveitou a falha do zagueiro Manoel e tocou na saída do goleiro Marcos Felipe, aos 26 minutos do segundo tempo, quando o jogo foi um pouco melhor.

ANTIRRACISTA – Durante o minuto de silêncio pelas vítimas da Covid-19, América e Fluminense fizeram manifestação antirracista denominada Consciência Negra Todo Dia, com os jogadores ajoelhados e de punhos cerrados. O América estreou camisa e ofereceu uma a Roger Machado, único técnico negro das vinte equipes da Série A, com o número 6, que ele usava quando jogou como lateral no Grêmio e no Fluminense, autor do gol do título da Copa do Brasil de 2007.

LIBERTADORES – Antes do jogo da décima sexta rodada com o Internacional, no próximo domingo (15), na Arena Beira Rio, em Porto Alegre, o Fluminense voltará ao Maracanã para o primeiro jogo com o Barcelona, do Equador, pelas quartas de final da Copa Libertadores, quarta (11). O segundo jogo será uma semana depois, no estádio Isidro Romero Carbo, em Guaiaquil. O Fluminense tem menos um jogo no Brasileiro com o Juventude de Caxias do Sul.

SEM EMOÇÃO E SEM GOL – Santos e Corinthians fizeram um dos piores clássicos paulistas dos últimos tempos, no décimo sétimo 0 x 0 do Campeonato Brasileiro de 2021, na tarde deste domingo (8), na Vila Belmiro. Foi o quinto empate do Santos, oitavo com 20 pontos e sem saldo de gols (16 a 16), e o sexto do Corinthians, décimo primeiro com 18 pontos e saldo negativo de 2 gols (12 a 14), que teve gol de Jô anulado por impedimento. O VAR também não confirmou pênalti de Madson, do Santos, em Mosquito, que o árbitro Flavio Rodrigues de Souza havia marcado.

Foto: O Tempo