Fluminense x Internacional, sábado (3), às 19 horas, no Maracanã, é o único jogo de time do Rio com árbitro FIFA na décima terceira rodada do Brasileirão 2019. Rodolfo Toski Marques, empresário de 32 anos, fará sua quinta atuação depois de apitar Goiás 1 x 0 Botafogo, Chapecoense 1 x 2 Palmeiras, Avaí 0 x 0 Goiás e Grêmio 2 x 1 Vasco, único em que foi muito criticado, por ter anulado gol do Vasco, que vencia (1 x 0) e acabou perdendo (2 x 1) na Arena Grêmio.

KAKIFEST é a principal realização de Campina Grande do Sul, município da região metropolitana, a 26 km de Curitiba, que se orgulha de ter a maior Arena coberta da América Latina, onde se realiza a concorrida Festa do Caqui, que o árbitro Rodolfo Toski Marques prestigia todos os anos, na região em que nasceu em 5 de abril de 87. Ele também gosta de admirar a beleza do pico do Paraná – 1.887 metros -, a montanha mais alta do Sul brasileiro. 

O CLÁSSICO -Ceará x Fortaleza, o clássico em que os únicos times da mesma cidade do Nordeste estão no Brasileirão 2019, é o outro jogo de sábado (3), na abertura da décima terceira rodada do Brasileirão 2019. O experiente Heber Roberto Lopes, catarinense de 47 anos, professor de educação física e árbitro FIFA até 2017, quando completou a idade limite de 45 anos, apitará um jogo quente, em que os times, só cinco pontos à frente do primeiro do rebaixamento, tentarão subir. Iguais em tudo – 4 vitórias, 2 empates, 6 derrotas -, o Ceará só está uma posição acima no saldo de gols: 2 a favor (13 a 11), enquanto o Fortaleza, décimo quarto, tem saldo negativo de cinco: marcou 13, sofreu 18 gols.

INÉDITO NO BRASILEIRÃO – O primeiro jogo do primeiro domingo (4) de agosto será o do líder Santos, que receberá o Goiás, na Vila Belmiro lotada. Pela primeira vez, na história do Campeonato Brasileiro, um treinador não poderá dirigir o time na área técnica. O argentino Jorge Sampaoli, de 59 anos, no Santos desde janeiro, tornou-se o primeiro técnico suspenso, justo no jogo em que o time assumiu, após doze rodadas, a liderança. Ele foi advertido com cartão amarelo pelo árbitro Wagner Reway, aos 15 do segundo tempo, por reclamação de falta de Alison em Pedro Castro. Foi a terceira advertência em doze jogos.

O SANTOS lidera com 29 pontos – 9 vitórias, 2 empates, 1 derrota, 17 gols marcados e 8 sofridos – e ainda não perdeu como mandante. A única derrota (4 x 0) foi no Pacaembu para o Palmeiras, vice-lider com 27 pontos – 8 vitórias, 3 empates, 1 derrota -, com o segundo ataque mais positivo (20, junto com o do Atlético Paranaense) e a defesa menos vazada (6). O Palmeiras fará o clássico, como visitante, com o arquirrival Corinthians. Anderson Daronco, da Federação Gaúcha, é o outro árbitro FIFA da rodada.

PAULISTA E BAIANO – Flávio Rodrigues de Souza, da Federação Paulista, apitará na Arena Fonte Nova, em Salvador, Bahia x Flamengo. Décimo primeiro com 15 pontos – 4 vitórias, 4 empates, 4 derrotas -, o Bahia só pode subir duas posições, se Botafogo (16) e Goiás (17) não vencerem. Terceiro com 24 pontos, o Flamengo – 7 vitórias, 3 empates, 2 derrotas, melhor ataque (25) e 13 gols sofridos – pode terminar a rodada na vice-liderança, se o Palmeiras não vencer o Corinthians.

VASCO x CSA, no estádio Kleber Andrade, em Cariacica, na Grande Vitória, capital do estado do Espírito Santo, será apitado por Marielson Alves Silva, funcionário público de 37 anos, da Federação Baiana e da CBF desde 2009. Depois de três jogos da Série B e dois da Série C, é o primeiro da Série A que vai apitar em 2019. O Vasco vendeu o mando de campo do jogo. Diante do penúltimo e só com uma vitória em casa, é a chance do Vasco de se afastar ainda mais do rebaixamento.

AVAÍ x BOTAFOGO – O jogo estava programado para as sete da noite, mas foi antecipado para as quatro da tarde deste primeiro domingo (4), no estádio da Ressacada, em Florianópolis. O árbitro Vinícius Furlan é da Federação Paulista. O Avaí, último colocado, é o único ainda sem vitória – 5 empates, 7 derrotas – e o segundo pior ataque (5). O Botafogo, com 16 pontos, é décimo, e pode subir duas posições se Goiás (17) e Corinthians (19) não vencerem.

ATLÉTICO x CRUZEIRO – Leandro Vuaden, da Federação Gaúcha, apitará o clássico em que os times entram em posições opostas. O Atlético é quarto com 21 pontos, 11 a mais que o Cruzeiro, décimo sexto com 10. Além disso, o Atlético bem motivado pela classificação para as quartas de final da Copa Sul-Americana, após os 2 x 0 sobre o Botafogo, e o Cruzeiro, ainda curtindo a ressaca da eliminação nos pênaltis para o River Plate, nas quartas da Libertadores.

OUTRO ESTREANTE – Grêmio x Chapecoense, que completa a rodada segunda (5), às oito da noite, na Arena Grêmio, terá outro estreante na Série A em 2019, o quase nada conhecido Felipe Fernandes Lima, de 32 anos, da Federação Mineira. Ele dirigiu dois jogos da Série B, dois da Série C e um jogo da Série D.

Foto: Miguel Locatelli