O sorteio dos confrontos da terceira fase da Copa do Brasil, com início em junho e em que trinta e dois times tentarão a vaga nas oitavas de final, foi favorável ao Flamengo, que jogará com o Coritiba, da Série B, e com a vantagem do segundo jogo no Maracanã, e ao Vasco, que enfrentará o Boavista, da Série D, com o jogo de volta em São Januário. O Fluminense terá jogos  mais complicados com o Bragantino, que decidirá em Bragança Paulista. Só o campeão tem vaga na Libertadores.

FLAMENGO x CORITIBA – O primeiro jogo, dia 2 de junho, será no estádio Couto Pereira, em Curitiba, e o segundo, dia 9, noMaracanã. O Coritiba só chegou à final em 2011, perdendo a decisão, em casa, para o Vasco. O Flamengo foi campeão em 1990, 2006 e 2013; quatro vezes vice-campeão e seis vezes semifinalista, com 163 jogos na Copa do Brasil – 97 vitórias, 27 derrotas, 39 empates -, e nos três jogos com o Coritiba venceu dois e perdeu um. 

VASCO x BOAVISTA – Primeiro confronto dos times na Copa do Brasil, com o Vasco na Série B e o Boavista na Série D do Campeonato Brasileiro, além de não terem se classificado para a fase final do Campeonato Carioca. O primeiro jogo será em Saquarema, no estádio Elcyr Resende, do Boavista, e a decisão da vaga em São Januário. Campeão em 2011, uma vez vice e seis vezes semifinalista, o Vasco participa pela trigésima vez. Em 168 jogos, venceu 87, empatou 55 e perdeu 28.

FLUMINENSE x BRAGANTINO – Será o jogo 128 do Fluminense na Copa do Brasil – 65 vitórias, 27 derrotas, 35 empates -, que só ganhou em 2007, na decisão com o Figueirense por 1 x 0, gol do lateral Roger Machado, atual técnico. O Fluminense foi duas vezes vice e duas vezes semifinalista e participa pela vigésima quinta vez. O Bragantino participou 10 vezes, eliminado nas oitavas de final em 2014 e 2020. Primeiro jogo no Maracanã, dia 2 de junho; segundo, dia 9, em Bragança Paulista.

CRUZEIRO x JUAZEIRENSE – Maior vencedor da Copa do Brasil com seis títulos – 93, 96, 2000, 2003, 2017 e 2018 -, já disputou 134 jogos – 69 vitórias, 30 derrotas, 35 empates -, foi duas vezes vice e três vezes semifinalista. A Sociedade Desportiva Juazeirense, de 14 anos, é o clube mais novo da Copa do Brasil, e só ganhou a segunda divisão em 2011. O primeiro jogo com o Cruzeiro, no Mineirão, e a decisão da vaga no estádio Beiju, no município baiano de Juazeiro, a 502 km da capital Salvador. 

GRÊMIO x BRASILIENSE – Segundo maior vencedor da Copa do Brasil com cinco títulos – 89, 94, 97, 2001 e 2016 -, o Grêmio foi quatro vezes vice, seis vezes semifinalista e disputou 166 jogos, com 90 vitórias, 28 derrotas, 48 empates. O Brasiliense participou 15 vezes e perdeu a decisão de 2002 para o Corinthians, no formato antigo de dois jogos. No Morumbi, Corinthians 2 x 1. No segundo jogo, 1 x 1, no estádio Boca do Jacaré, em Taguatinga, no Distrito Federal. Decisão da vaga na Arena Grêmio.

CRB x PALMEIRAS – Em sua décima sétima participação na Copa do Brasil, o CRB receberá o Palmeiras, atual campeão, no estádio Rei Pelé, em Maceió, e decidirá a vaga no Allianz Parque, em São Paulo. Quatro vezes campeão – 1998, 2012, 2015 e 2020 -, o Palmeiras foi uma vez vice e quatro vezes semifinalista. Já disputou 140 jogos, com 81 vitórias, 27 derrotas e 32 empates. Primeiro confronto na Copa do Brasil, depois de terem se enfrentado nas Séries A e B do Brasileiro.

CIANORTE x SANTOS – Campeão do interior em 2004 e 2011 e da segunda divisão em 2016, o Cianorte FC, da Série D do Brasileiro, fará o primeiro jogo com o Santos no estádio Albino Turbay, em Cianorte, município do Noroeste do Paraná, a 541 km da capital Curitiba. O Santos participa pela oitava vez e só ganhou a Copa do Brasil em 2010, no terceiro jogo da decisão com o Vitória da Bahia, e cinco anos depois perdeu, nos pênaltis, a final de 2015 com o Palmeiras.

CORINTHIANS x ATLÉTICO GOIANIENSE – Confronto equilibrado de equipes que estão disputando a Copa Sul-Americana 2021. O Atlético Goianiense não tem história na Copa do Brasil. O Corinthians, além de uma semifinal e três vice, foi campeão em 1995, 2002 e 2009, e já disputou 133 jogos, com 71 vitórias, 33 derrotas e 29 empates. Os times se enfrentarão primeiro em Goiânia e decidirão a vaga, uma semana depois, em 9 de junho, na Arena Corinthians.

4 DE JULHO x SÃO PAULO – O campeão de 2020 do Piauí receberá o São Paulo na Arena Ytacoatyara, em Piripiri, município a 160 km da capital Teresina, e irá ao Morumbi para o segundo jogo, dia 10 de junho. O nome do Esporte Clube 4 de Julho é em homenagem à data da emancipação política de Piripiri,em 1910, e as cores do uniforme – vermelho e branco -, porque o Náutico do Recife ofereceu o primeiro jogo de camisas. Em 20 participações, o São Paulo perdeu a única decisão com o Cruzeiro (2020).

AMÉRICA MINEIRO x CRICIÚMA – Primeiro jogo no estádio Independência, em Belo Horizonte, e a decisão da vaga, dia 9 de junho, no estádio Heriberto Hulse. O Criciúma chega a 21 participações e foi o primeiro campeão da Copa do Brasil que não disputava a Série A em 1991, quando venceu a decisão com o Grêmio. O técnico Luiz Felipe Scolari diz ter muito orgulho do título em seu currículo. O América tem 32 participações e foi campeão em 2014 vencendo o Cruzeiro na decisão.

REMO x ATLÉTICO MINEIRO – O primeiro jogo será no Mangueirão, em Belém, e a decisão da vaga em Belo Horizonte. É a trigésima participação do Clube do Remo, 46 vezes campeão paraense, único do Norte a chegar à semifinal da Copa do Brasil, que perdeu em 1991 para o campeão Criciúma. O Atlético, após um vice e duas semifinais, só ganhou a Copa do Brasil em 2014 na decisão com o Cruzeiro. O Atlético já disputou 148 jogos na Copa do Brasil, 74 vitórias, 43 derrotas e 31 empates.

CHAPECOENSE x ABC – O primeiro jogo na Arena Condá, em Chapecó, e a decisão da vaga no Frasqueirão, em Natal. 56 vezes campeão norte-riograndense – invicto em 2020 -, o ABC FC teve em 2014 a melhor participação na Copa do Brasil com o quinto lugar. Sete vezes campeã catarinense, a Chapecoense participa pela décima primeira vez da Copa do Brasil, em que foi eliminada em 2018 nas quartas de final. 

FORTALEZA x CEARÁ – Um dos grandes clássicos do Nordeste será o primeiro da história de Fortaleza x Ceará na Copa do Brasil, com os dois jogos na Arena Castelão. Um confronto de coração e alma, com o equilíbrio técnico elevado dos maiores campeões cearenses: o Fortaleza, com 43 títulos, e o Ceará com 45. O vencedor levará o futebol cearense às oitavas de final. O Ceará tenta repetir 1994, quando se tornou o único do estado a decidir a Copa do Brasil, que perdeu para o Grêmio em Porto Alegre.

VILA NOVA x BAHIA – Outro jogo inédito na Copa do Brasil, embora os times já tenham se enfrentado nas três principais divisões do Campeonato Brasileiro. 49 vezes campeão estadual, o Bahia só não participou de três Copas do Brasil, sem se aproximar do título. 15 vezes campeão goiano, o Vila Nova chegou três vezes às oitavas de final da Copa do Brasil. O Bahia terá a vantagem de decidir a vaga na Arena Fonte Nova porque o sorteio de ontem (23) determinou que o primeiro jogo será em Goiânia.

AVAÍ x ATHLETICO PARANAENSE – Mais um confronto inédito na Copa do Brasil, após 19 jogos, com 2 empates, 7 vitórias do Avaí e 10 do Athletico, que terá a vantagem do segundo jogo na Arena da Baixada, em Curitiba. 17 vezes campeão catarinense, o Avaí chega a 16 participações na Copa do Brasil, sendo semifinalista em 2011. O Athletico, 26 vezes campeão paranaense, participa desde a primeira Copa do Brasil em 1989. O melhor que conseguiu foi o vice em 2013 e o título em 2019.

VITÓRIA x INTERNACIONAL – Será o quinto jogo que disputarão pela Copa do Brasil: o Vitória ganhou 2, o Inter venceu 1 e houve 1 empate. A vaga para as oitavas de final será decidida na Arena Beira Rio, após a visita do Inter ao Barradão, em Salvador. O Vitória foi vice em 2010 na decisão com o Santos e o Inter só foi campeão em 92, vencendo o Fluminense (1 x 0), no antigo estádio Beira Rio. O Vitória fez 143 jogos e ganhou 60, e o Internacional em 123 jogos na Copa do Brasil venceu 59.

Foto: UOL