Depois do 0 x 0 na estreia com o São Paulo, no Morumbi, o gol do cearense Gabriel Teixeira, de 20 anos, aos 39 (número de sua camisa) do primeiro tempo, após cruzamento de Yago, garantiu a primeira vitória do Fluminense (1 x 0) no Brasileiro 2021, neste domingo (6), em São Januário, desmistificando a posse de bola, uma das grandes mentiras do futebol, sem que se saiba quando nem por quem foi criada. O Cuiabá teve mais posse de bola, mas é um time fraco.

DIFERENÇA – Antes de tudo, é bom que se diga: o futebol não é uma disputa de quem tem mais posse de bola, mas da vitória do time que consegue ser mais eficiente no aproveitamento das chances, criadas ou aproveitadas pelos erros do adversário. Diferente do que pensam alguns, o jogo não é ganho pelo maior número de atacantes, mas pelo time que saber atacar e finalizar bem, e também se defender com segurança. São os equilíbrios que fazem a diferença no jogo.

MARCOS FELIPE, Samuel Xavier, Manoel, Lucas Claro e Egídio; Yago, Martinelli (Wellington), Caio Paulista (Luis Henrique) e Nenê (Lucca); Gabriel Teixeira (Kayky) e Fred (Abel Hernandez) – o time do técnico Roger Machado, que há 14 anos, em 6 de junho de 2007, fez o gol do 1 x 0 no Figueirense, no único título do Fluminense na Copa do Brasil. Roger criticou o horário do jogo com o Cuiabá, às 11 da manhã: “Falta de bom-senso de quem pensa que estamos no frio de Londres”.

REPETECO – O Fluminense disputará os dois próximos jogos com o Bragantino: quarta (9), em São Januário, pela Copa do Brasil, podendo perder por 1 x 0 para se classificar às oitavas de final, porque venceu (2 x 0, Fred e Abel Hernandez) no jogo de ida, em Bragança Paulista, onde voltará domingo (13), pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro, faltando exatamente um mês para a estreia nas oitavas de final da Libertadores com o Cerro, no Paraguai, dia 13 de julho.

ATLÉTICO 1 x 0 – No último jogo deste domingo (6), o placar também foi de 1 x 0 na vitória do Atlético, campeão mineiro, sobre o Sport, vice-campeão pernambucano, na Ilha do Retiro, no Recife, com o segundo gol de Hulk, que havia marcado na estreia, no Mineirão, onde o Atlético levou a virada (2 x 1) do Fortaleza. Mesmo com o adiamento de Grêmio x Flamengo, a segunda rodada, com nove jogos, teve mais gols (28) que a primeira (25). Em 19 jogos, 53 gols. Só um 0 x 0.

CORINTHIANS 1 x 0 – O gol de pênalti do lateral Fabio Santos, que voltou a ser titular, deu a primeira vitória ao Corinthians sobre o América, vice-campeão mineiro, neste domingo (6), no estádio Independência, em Belo Horizonte, após a derrota na estreia, em casa, para o Atlético Goianiense (1 x 0). Um alívio para o técnico Sylvinho, que domingo (13) irá ao Alianz Parque para o jogo com o Palmeiras. O América, ainda sem marcar, sofreu a segunda derrota por 1 x 0.

Foto: Contilnet