Escolha uma Página

Mesmo sem ganhar posição, o Fluminense manteve o décimo quinto lugar com 41 pontos e ficou mais aliviado, ao vencer (1 x 0) o Palmeiras, na noite fria e chuvosa de ontem (28), no Maracanã. O belo gol do atacante Marcos Paulo, de 18 anos, foi aos 38 do primeiro tempo, encobrindo o goleiro com um toque de categoria.

MARCOS PAULO é de São Gonçalo, região metropolitana da capital do Rio de Janeiro, e foi formado na base do clube, na escolinha de Xerém, quarto distrito de Duque de Caxias, segundo maior município do estado. Ele é da seleção portuguesa sub-20 e disputou o Torneio de Toulon, no sul da França, em junho, com grandes atuações.

CINCO PONTOS – Depois da décima primeira vitória, sexta como mandante e terceira no returno em 18 jogos, o Fluminense ficou cinco pontos à frente do Cruzeiro – 41 a 36 -, que perdeu (1 x 0) do CSA, no Mineirão, e continuou entre os rebaixados. E também manteve quatro pontos de vantagem (41 a 37) sobre o Ceará, primeiro fora do rebaixamento.

SEGUROU BEM – O Fluminense foi pressionado no segundo tempo, mas soube se segurar bem e manter a vantagem. Foi apenas o segundo 1 x 0 e por coincidência sobre outro paulista, como na última rodada do turno com o Corinthians. Décimo jogo em que o time não sofreu gol, mas o saldo ainda está negativo em nove, com 35 marcados e 44 sofridos.

O QUE FALTA – O Fluminense fará domingo (1) o penúltimo jogo como visitante, em Florianópolis, com o Avaí, último e já rebaixado, no estádio da Ressacada. A despedida da torcida no Maracanã será na próxima quarta (4) com o Fortaleza, e o último jogo do ano,  domingo, 8 de dezembro, na Arena Corinthians. 

PALMEIRAS – Depois de liderar nas nove primeiras rodadas, o time entrou em declínio no returno, após a saída do técnico Scolari, e até perdeu a vice-liderança para o Santos. Na derrota para o Fluminense, quarta como visitante, o Palmeiras completou quatro jogos sem vencer: dois empates e duas derrotas. Manteve o terceiro lugar com 68 pontos.

FLUMINENSE – Marcos Felipe, Gilberto, Nino, Digão e Caio Henrique; Airton (Dodi, 12 do primeiro tempo), Alan, Daniel e Ganso (Nenê, 39 do segundo tempo); Marcos Paulo (Pablo Dyego, 29 do segundo tempo) e Yony Gonzalez. Técnico – Marcão. Advertidos com o terceiro cartão amarelo, o zagueiro Digão e o meia Daniel não disputarão o próximo jogo.

PALMEIRAS – Weverton, Mayke, Luan, Vítor Hugo e Victor Luis; Tiago Santos, Mateus Fernandes e Raphael Veiga (Lucas Lima, 12 do segundo tempo); Hyoran (Dudu, intervalo), Luiz Adriano e Willian (Gabriel Veron, 31 do segundo tempo). O técnico Mano Menezes lançou Gabriel Veron, eleito melhor do Mundial sub-17 que o Brasil ganhou em Brasília.

CLIMA TENSO – Sob muito protesto dos torcedores, o Palmeiras recebe domingo (1) o campeão Flamengo no Allianz Parque, em jogo com promessa de clima ainda mais tenso fora de campo. Apesar do grande investimento, o Palmeiras termina 2019 sem título e a cobrança será ainda maior no próximo ano. 

SEIS CARTÕES – O árbitro Leandro Pedro Vuaden, da Federação Gaúcha, teve atuação correta. Aplicou três cartões amarelos em jogadores de cada time: Nino, Digão e Daniel, do Fluminense, e Victor Luis, Hyoran e Willian. Apesar da noite fria, com chuva e vento, R$337.160,00. 29.968 pagantes, com os torcedores voltando a apoiar o time no Maracanã.

Foto: Paraná Portal UOL