Escolha uma Página

O FLUMINENSE venceu o Junior Barranquilla por 2 x 1, na noite de ontem (4) no Maracanã, igualando-se ao time colombiano em pontos (7), vitórias (2), empate (1) e derrota (1), mas em desvantagem no saldo de gols (1 a 4), porque marcou 5 e sofreu 4, e o Junior fez 8 e sofreu 4 gols. O Santa Fé, com 5 pontos e único sem derrota no Grupo E, deve assumir a liderança ao vencer hoje (5), na Argentina, o lanterna Oriente Petrolero, da Bolívia, que perdeu todos os jogos.

O FLUMINENSE não fez boa apresentação na volta do técnico Fernando Diniz, que viu falhas na postura defensiva da equipe, mas venceu o Junior Barranquilla e ganhou sobrevida para tentar entrar nas oitavas de final da Copa Sul-Americana nos dois jogos restantes, ambos como visitante. O Fluminense jogará dia 19 na Argentina com o Santa Fé e dia 24 na Bolívia com o Oriente Petrolero.

O FLUMINENSE teve início fulminante, abrindo o placar logo aos 4 minutos, com o belo gol de bicicleta de Ganso, após escanteio de Yago. Na volta do intervalo, a falha da defesa permitiu que o atacante Miguel Borja, ex-Grêmio e Palmeiras, empatasse aos 10. Com assistência de Fred, pouco depois de substituir Willian, o atacante Luiz Henrique marcou o gol da vitória aos 28 minutos.

A MÁ CAMPANHA DA EQUIPE, na Sul-Americana e no Brasileiro, não atraiu além de 9.905 pagantes. R$274.492,50. O time da volta do técnico Fernando Diniz, sem três zagueiros: Fábio, Samuel Xavier, Nino, David Braz e Cristiano (Nathan); Yago, André e Ganso (Wellington); Luiz Henrique (Marlon), Cano (Nonato) e Willian (Fred). O árbitro paraguaio Mario Diaz Vivar teve boa atuação.

14º NO CAMPEONATO BRASILEIRO, com 4 pontos – 1 vitória, 1 empate, 2 derrotas -, o Fluminense só pode subir quatro posições, se vencer domingo (8) o Palmeiras, 11º com 5 pontos, no Allianz Parque. Mas, se perder, corre risco de terminar a quinta rodada entre os quatro últimos.

Foto: UOL, Fluminense e Yahoo