Escolha uma Página

NO 1º JOGO SEM PÚBLICO da Série A do Campeonato Brasileiro de 2022, o Fluminense voltou a vencer (3 x 0), depois de três derrotas consecutivas, impondo a 18ª derrota ao Avaí, penúltimo colocado e o que mais perdeu, na noite deste domingo (16), no estádio Heriberto Hulse, em Florianópolis.

O ARGENTINO CANO voltou a fazer o L, em homenagem ao filho Lorenzo, ao comemorar o 1º gol da noite, que marcou de cabeça aos 25 minutos, após rebote do goleiro Vladimir, ao tentar evitar ser encoberto pelo chute de Yago. Cano voltou a ser artilheiro isolado, com 18 gols, metade do que marcou na temporada.

SUBSTITUTO de Nino, com problema muscular, o zagueiro David Braz marcou o 2º gol aos 40 minutos, completando de cabeça o escanteio de Jhon Arias, que deu assistência para o meia Martinelli fazer o 3º gol da 16ª vitória do Fluminense aos 17 minutos do 2º tempo. Foi a 5ª derrota consecutiva do técnico Lisca.

AVAÍ 0 x 3 FLUMINENSE foi sem público, no estádio Heriberto Hulse, da capital de Santa Catarina, devido à punição do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) ao Avaí FC, que mandou cortar as linhas da cabine do VAR, na derrota (2 x 1) para o Atlético Goianiense, no sábado, 1 de outubro, pela 29ª rodada.

ACUSAÇÃO – O volante baiano Raniele, de 25 anos, do Avaí, acusou o árbitro gaúcho Anderson Luis Daronco de ter menosprezado a equipe catarinense: “Ele debochou de nós e falou da posição (19º) em que estamos na classificação, como se isso fosse da competência dele. Uma atitude que nos deixou muito tristes”.

FLUMINENSE – Fabio, Samuel Xavier, David Braz, Manoel e Calegari; André, Martinelli (Mateus Martins) e Ganso (Felipe Melo); Yago (Alexandre Jesus), Cano (Willian) e John Arias (Michel Araújo). O técnico Fernando Diniz projeta mudanças no time para o clássico do próximo domingo (23) com o Botafogo.

O FLUMINENSE voltou ao 4º lugar, com 16 vitórias e 54 pontos, mesma pontuação do Corinthians, 5º com 15 vitórias, que teve o jogo de sábado (15) com o Goiás, no estádio da Serrinha, em Goiânia, adiado por divergência quanto à venda de ingresso para a torcida visitante. 

TORCEDORES DO CEARÁ INVADEM GRAMADO

REVOLTADOS com a campanha do time, 16º com 34 pontos e na iminência de ser rebaixado, torcedores do Ceará invadiram o gramado da Arena Castelão, em Fortaleza, aos 52 minutos do 2º tempo do jogo deste domingo (16), com o Cuiabá. Antes, já haviam arrancado cadeiras e jogado no gramado.

A INVASÃO provocou pânico entre os jogadores do Ceará, que saíram em desabalada carreira para o vestiário, enquanto os do Cuiabá apenas se entreolhavam assustados. O árbitro norte-riograndense Caio Max Augusto Vieira foi curto ao comunicar que “o jogo está encerrado por falta de segurança”.

DEYVERSON, ex-Palmeiras, marcou o gol do 10º empate do Cuiabá, 17º com 31 pontos, aos 37 minutos do 2º tempo, e o paulistano Jô, de 35 anos, ex-Corinthians e Atlético Mineiro, fez o gol do 16º empate do Ceará, 16º com 34 pontos, aos 47 minutos. O Ceará pode perder mando de campo na reta final do Brasileiro.

Foto: O Popular