O Fortaleza foi o primeiro a ganhar da Chapecoense na Arena Condá, em sua primeira vitória de virada no Brasileirão 2019, neste domingo (19), diante de 6.765 pagantes. R$129.680,00. Com seis pontos após a segunda vitória em cinco jogos, o Fortaleza subiu duas posições e terminou a rodada em décimo quarto com seis pontos. Com quatro pontos depois da segunda derrota, a Chapecoense caiu três posições e terminou em décimo sexto, só a um ponto dos dois primeiros do rebaixamento.

A VIRADA – O gol do atacante Rildo, logo aos 12 minutos, com assistência de Everaldo, animou os torcedores da Chapecoense, mas a alegria não chegou ao fim do primeiro tempo. Aos 38, com excelente assistência de Wellington Paulista, o Fortaleza empatou com o gol do meia-atacante Marcinho, que foi o nome do jogo. Na volta do intervalo, ele fez o gol da virada aos 17, com uma bela cobertura no goleiro Tiepo, da entrada da área, e três minutos depois deu assistência para Osvaldo completar o placar de 3 x 1. Foi a quinta vitória de virada em 50 jogos do Brasileirão 2019.

FORTALEZA – Felipe Alves, Gabriel Dias, Juan Quintero, Roger Carvalho e Carlinhos; Felipe, Juninho, Edinho (Osvaldo) e Marcinho (Marlon); Junior Santos (Romarinho) e Wellington Paulista. O técnico Rogerio Ceni destacou a disposição do time, que considerou ter feito uma das melhores apresentações fora de casa. O Fortaleza terá dois jogos seguidos no Castelão: quinta (23) com o Botafogo, da Paraíba, pela decisão da Copa do Nordeste, e domingo (26) com o Vasco pela sexta rodada do Brasileirão.

CHAPECOENSE – Tiepo, Caíque Sá (Bryan), Gum, Pereira e Bruno; Marcio Araújo, Elicarlos e Augusto (Lourency); Rildo, Everaldo e Regis (Arthur Gomes).Técnico – Nei Franco. No próximo fim de semana, pela sexta rodada do Brasileirão, a Chapecoense será visitante no jogo com o Cruzeiro, no Mineirão.

SÓ DOIS CARTÕES – Disputado em elevado nível disciplinar, Chapecoense 1 x 3 Fortaleza só registrou dois cartões amarelos aplicados pelo árbitro Tiago Peixoto, da Federação Paulista. O do lateral Caíque Sá, da Chapecoense, e o do atacante Wellington Paulista, por sinal recebido com alegria pelos seus ex-companheiros de time. 

Foto: Divulgação Fortaleza